6 de dezembro de 2016

3º Domingo do Advento – Ano A


“Neste terceiro domingo do Advento, a liturgia nos convida a nos alegrarmos, fortalecendo a certeza de que Jesus vem ao nosso encontro”

– Missa com criança da semana: O mensageiro do Senhor
– Evangelho: Mt 11,2-11
Jesus traz alegria e dignidade às pessoas
Neste terceiro domingo do Advento, a liturgia nos convida a nos alegrarmos, fortalecendo a certeza de que Jesus vem ao nosso encontro. O Filho de Deus vem nos trazer esperança e salvação; ele nos ensina que é possível um mundo de vida digna para todos, onde as pessoas vivam a fraternidade e a ajuda mútua.
Acolhida – (providenciar uma manjedoura, ou algo que sirva como um cochinho)
Boa noite queridas crianças.
Boa noite a todos aqui presentes.
Hoje estamos celebrando o terceiro domingo do advento, onde o profeta São João Batista nos chama a conversão, a mudança de vida,  nos convidará a  lavar com a água pura do batismo que Cristo irá nos trazer, pois natal deve representar fortemente esse significado, tempo de esperar o Menino Deus.
E por falar Nele… Vejam só o que eu tenho aqui!?
Quem sabe o que representa essa peça de madeira?

Mas porque será que o trouxe até aqui hoje?Ah, sim!Aqui está a manjedoura, ou seja, um cocho onde os animais se alimentavam e até hoje se alimentam.
É que quando Jesus nasceu, lá em Belém, e seu pai procurava um lugar para ele e Maria passar a noite e não encontrava nada, o dono de uma pensão ofereceu um lugarzinho para Maria dormir lá meio aos burrinhos, as ovelhas, as vaquinhas. Esse lugar era estábulo.
Naquela noite, Jesus nasceu. Não tendo um lugarzinho para colocá-lo, José improvisou esse cocho sendo um bercinho para seu. Essa manjedoura foi à primeira caminha de Jesus, um lugar onde os animais se alimentavam, serviu de cama ao menino-Deus, que veio na simplicidade pra nos mostrar que seu mundo é dos humildes.
Porque ele se fez assim?
Sabem crianças, o povo daquela época esperava um Deus diferente… Esperavam um rei que descesse do céu, com seu manto de ouro, com seu exército magnífico que lutaria contra o mal e o pecado, com seu berço dourado e seu cetro do mais puro ouro. Mas qual não foi à surpresa, quando Ele se fez simples e humilde e nasceu numa gruta , meio aos animais e deitado na caminha que servia de cocho para eles.
Qual o sentido disso tudo? Ele o fez, crianças, para que compreendêssemos como Ele nos ama, nos ama na simplicidade, na humildade, na pobreza material. Ele quer que sejamos ricos em sua graça e que suas palavras nos levem a morada de Deus Pai, o reino perfeito para quem fez da sua vida sinônimo de amor e humildade. .
Com alegria de quem precisa se converter a cada dia, vamos todos ficar em pé e iniciar nossa celebração cantando.
Ato penitencial:
(Usar algo que seja parecido com uma manjedoura se não tiver uma e providenciar algumas crianças para carregar o que será necessário colocar na manjedoura: trapos sujos, espinhos, capim seco e lixo).
Esse é o momento do nosso pedido de perdão. Vamos aproveitar que a manjedoura do Menino-Deus está aqui e colocar nela tudo que nos impede de deixar que Ele nasça em nós, que sejamos nós, o seu bercinho cheio de amor e carinho.
Olhem só, a __________ (Convidar uma criança e falar o nome dela) veio trazer nossos erros de cada dia. Através desse capim seco e duro que machuca nosso Menino-Deus, ela traz nossa ambição em sempre ter mais e mais e nunca se contentar com nada. Esse capim machuca, fere nossos pecados assim também o fazem com Jesus,
O _________ (outra criança) traz esses espinhos. Espinhos que espetam o Menino-Deus. Vamos pedir perdão, pelas muitas vezes que alfinetamos nossos irmãos, nossos pais, nossos coleguinhas com fofocas, desobediência e nossa preguiça. Sabemos que é errado , mas fazemos sempre e quando o fazemos com os que Jesus ama , estamos fazendo com Jesus também.
Que através desses trapos sujos que a _________ (outra criança) que possamos ser perdoados por todos os nossos erros de injustiça, de mentiras e falsidades que sujam nossa reputação com nosso Deus.
È através desse lixo do pecado que a _________ (outra criança) trouxe que ofendemos o nosso coração de nosso Deus e o impedimos de nele morar, pois mesmo sabedores de tantos erros nossos, mesmo sabendo que seremos egoístas, que neste natal pensaremos somente em nossos estômagos, nos esquecendo de nossos irmãos necessitados, queremos o perdão do senhor para que aconteça em nós a nossa conversão.
Então, crianças, peçamos a Deus que neste natal a conversão aconteça e um coração novo apareça, para acolhê-lo, pois todos nós queremos ter uma coração aconchegante para recebê-lo , mas precisamos do seu perdão para que ele fique bem limpo de todo mal . Vamos pedir perdão cantando.
Primeira leitura – Vamos receber com alegria a terceira vela do advento
Essa vela traz para cada um de nós a esperança no novo q que virá. Uma vida inspirada na luz, onde Deus se manifesta através do seu amor sobre nós. vamos cantar para recebê-las .
Agora com muita atenção e silencio vamos ouvir a nossa leitura de hoje.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses.
Irmãos e Irmãs: 16Estai sempre alegres! 17Rezai sem cessar. 18Dai graças em todas as circunstâncias, porque esta é a vosso respeito à vontade de Deus em Jesus Cristo. 19Não apagueis o espírito! 20Não desprezeis as profecias, 21mas examinai tudo e guardai o que for bom. 22Afastai-vos de toda espécie de maldade! 23Que o próprio Deus da paz vos santifique totalmente, e que tudo aquilo que sois – espírito, alma, corpo-seja conservado sem mancha alguma para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo! 24Aquele que vos chamou é fiel; ele mesmo realizará isso. – Palavra do Senhor. T. Graças a Deus.
Aclamação – Hoje, João Batista nos chama a um compromisso mais forte de conversão. Ele continua gritando no deserto que virá o Novo, que Dele nascerá uma vida de amor e compromisso com o irmão. Vamos ouvir esse chamado e nos preparar para o Menino Deus que virá renovar nossa vida neste natal. Vamos todos ficar em pé e cantar com alegria.
Evangelho –
Preces comunitárias
1. Cumulai a vossa Igreja da mesma alegria que preencheu o coração de São João Batista, quando identificou em Jesus de Nazaré o Messias da fé, e assim se conserve sem mancha para a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo, rezemos.
2. Olhai por vossos filhos e filhas que se entregam às falsas alegrias, para que possam conhecer a alegria da redenção e conquistar a paz. rezemos
3. Abençoai a todas as crianças que estão vivendo o tempo do Advento como um tempo de graça e de retomada dos valores cristãos, rezemos.
4. Afastai a tentação do consumo, que destrói a dimensão religiosa do Natal, dificultando-o de ser um feliz momento de se acolher o amor de Deus e partilhá-lo com os mais necessitados, rezemos.
5. Despertai em nós a generosidade missionária, para que a coleta desta Missa represente a contribuição de cada um em benefício da sustentação da evangelização da Igreja, rezemos.
Ofertório 
Olhem só essa manjedoura, crianças?!
Será justo deixarmos essa manjedoura assim para Jesus Menino nascer aqui?
Vamos nos lembrar do que tem aqui dentro? (Ir levantado às coisas que estão dentro e deixando que as crianças falem. Retirar tudo que estava dentro da manjedoura e fingir que irá jogar fora, visto que, aquilo já foi perdoado).
Vamos ofertar ao Senhor o verdadeiro bercinho que queremos dar ao menino Jesus?!
No lugar do capim, vamos oferecer nosso coração em forma de almofada macia, pra que nele, Ele se faça sua morada e receba o carinho que está no nosso coração a esperá-lo.
Que nessa manjedoura possamos eliminar os trapos de que Ele foi envolto, oferecendo roupas dignas, em compromisso com nossos irmãos, lembrando que muitos se igualam a Jesus na pobreza e necessitam de nossa ajuda material. Que neste natal, possamos nos fazer presentes aos nossos irmãos carentes.
Aqui nessa manjedoura faltou elemento principal, a caridade. Queremos oferecer ao nosso Deus nosso espírito humanitário de ajudar aos nossos irmãos, seja com alimentos , seja como nossas orações, seja com nosso trabalho missionário. Que não nos falte coragem para colocar na manjedoura de Jesus as ações realizadas durante todo o ano, em prol dos mais necessitados e em nome do evangelho que professamos.
Que nesta manjedoura, não falte de cada um de nós: carinho, ternura e amor. E que ela seja sempre fofinha e quentinha para receber ao Filho de Deus.
Que junto ao pão e ao vinho o Senhor acolha nossas ofertas e receba a manjedoura do nosso coração, como morada certa para seu filho Jesus. Vamos cantar com alegria, o nosso canto do ofertório.
Comunhão – Que encontro mais feliz esse nosso com Jesus. Que nesse momento de comunhão, ele possa sentir de fato, o quanto o amamos e o quanto estamos ansiosos para que nesse Natal, Ele faça festa em nosso coração. Vamos então crianças, cantar com muita alegria saudando o rei de nossa vida.
Ação de graças. ( conversa informal com as crianças , A leitura seria cansativa e elas não prestariam atenção)
Sempre, crianças, o comércio, a mídia em geral, nos faz ver outro sentido para o Natal, ele passa de nascimento do Menino Jesus à compra exagerada de presentes e se tornando também uma festa de grande comilança.
Passamos a imaginar o natal como sinônimo de presente, mas bem sabemos que natal é presença de Deus na nossa vida.
Lendo sobre a missa essa semana, eu vi a seguinte mensagem:
Quando João Batista anunciava a vinda de Jesus no deserto ele foi indagado se era ele o Messias, ele foi claro: “Não sou!” De si mesmo João dizia ser apenas uma simples voz, alguém a anunciar uma mensagem, sem nem mesmo ter a pretensão de que todos o escutassem.
Consciente de que seu papel era apontar o caminho, e que converter-se é uma decisão pessoal, João cumpre a sua missão e deixa que as pessoas decidam suas vidas. O Evangelho, então, nos ensina que é feliz somente aquele que escuta a “voz” de quem, como João Batista, aponta a única luz que vale a pena seguir a de Cristo.
E hoje, somos nós a “voz” que anuncia Cristo aos irmãos? Não acontece, às vezes, que, em vez de anunciar Cristo, colocamos a nós mesmos em primeiro plano e deste modo impedimos as pessoas de conhecer a “verdadeira luz” que é Cristo?
Pensemos nisso durante a semana, crianças, e vamos rezar por todos aqueles que estão longe da luz de Jesus, estão mergulhados no pecado e não conseguem enxergar a esperança que renasce em cada Natal. Rezemos para que a luz de Jesus entre em seus corações. Amém.

Historinha para o teatro da semana:

O sentido do natal

Adaptação- linguagem coloquial
Fantoches ou dramatização
Joãozinho chega cantando
Anoiteceu chegou o Natal
O sino tocou lá na catedral
Papai do céu vê se você tem
A felicidade “pro ce” me dá
Eu queria que todo mundo fosse
Fio de papai Noel Chico… Chico lau… lau
Seu Nicolau
Gente do céu, tá chegando o Natal. Virgem Maria, o Natal tá chegando. Gente… é tempo de Natali… o Natali taí!
Uai… mas é tempo de Natali… o Natal taí e afinal de contas eu nem sei o que é Natal. Que bobagem minha, é só perguntar pra minha mãe, uai. Ela sabe tudo.

João
 – Ô Mãeee…., ô mãeeee.

Mãe
 – Que isso menino. Quem morreu? Que sangria desatada é essa?

João 
– Ô Mãe o que quê é mesmo Natal?

Mãe-
 Uai, menino? Cê num sabe isso não? Lá na sua escola eles num te ensinaram não? Não sei pra que serve escola, meu Deus.
João – Mãe, mas ce é boba heim. Lá na escola eles ensinam é 2 + … b + a = ba.

Mãe
– Natal, meu filhinho,é tempo festa.

João-
 Ah, mamãe então natal é festa? É… mas festa de quem?
(Bate na porta insistentemente)

Mãe-
 Abre lá, Joãozinho, antes que eles derrubem a porta.

João
: – Bença tio… bença tia.

Tio:
 – Menino, mas cê precisa vê a beleza da minha loja, mas tá bonita demais, demais, é só dinheiro, dinheiro, dinheiro que entra. Na minha loja  num tá dando nem pra andar, ta durinho de gente. Este ano eu vou faturar demais… eu vou ganhar tanto dinheiro que eu vou precisar alugar uma carreta pra carregar o dinheiro. Aí, aí… natal é tempo ótimo para ganhar dinheiro.

João: 
– Uai, gente. Confundi tudo! A mãe disse que era tempo de festa e agora o tio disse que é tempo ótimo de ganhar dinheiro. Esse natal tem sentido demais , gente .

Tia:
 – Esse negócio de  comprar presente me  mata. Tô que é só bolha, vê só ,Joãozinho. Esse negócio de Natal é um inferno.

João –
 Virgem Maria, Tia! Fala isso não.

Tia
 –  Ah, menino, deixa de ser intrometido e vá buscar água que é só pra isso que menino serve.
(Ele sai falando)

João:
 – Então Natal é festa… ótimo pra ganhar dinheiro… é um inferno!

Irmã:
 – (No celular) Alô menina, nem te conto, arrumei um broto mais bonito que o Gianechini.  Achei até que eu ia ficar pra titia. Acho que dessa vez  vou desencalhar,colega.  Tô apavorada para casar com moço rico e sumir dessa cidadezinha de pobre. To doidinha pra chegar o Natal para estrear aquele vestidinho básico de lurex com plumas… ce sabe, né… Natal é tempo de estrear roupa nova, né mesmo queridinha?

João:
 – O povo endoidou, ou foi eu quem “endoidei”? Uma fala que é Natal é festa… outro que é ótimo pra ganhar dinheiro, a outra diz que Natal é um inferno, agora minha irmã diz que Natal é tempo de estrear roupa nova, afinal de contas o que é mesmo o Natal ?

Cozinheira:
 – Todo ano, a mesma coisa ( som de panelas caindo) Natal é sempre esta trabalheira… é assar pernil, assar peru, fazer torta… amassar pão de queijo… fazer farofa… e é a escravinha aqui ó… a lere… lere é que trabalha (trabalha escravinha…trabalha). Deus me livre do tal de Natal. Natal é só trabalheira.

João:
 – Natal é festa, dinheiro, inferno, roupa nova, pernil, pão de queijo. Nossa gente tô confuso demais. Esse tal de Natal tem sentido demais. Já sei vou perguntar pro Zezinho porque ele é o 1º da minha sala é a mãe dele fala tudo direitinho pra ele. Deixa-me ir lá.

João:
 Olha, gente, que rapidez! Já cheguei! Oi, Zezinho. To com umas dúvidas aqui.

Zezinho:
 – Pode falar, que o crânio resolve tudo.

João:
 – Então lá vai. O que é o natal?

Zezinho:
 – Deixa de ser trouxa, você num sabe?

João:-
 Se eu soubesse, eu não estaria aqui perguntando por ce, ahahahah.

Zezinho
: – Natal… é a capital de Belém.

João:
 – Uai e onde é que fica  isso?

Zezinho:
 – No Rio Grande do Norte, uai!

Voz fininha
 – Deixa de ser mentiroso, Natal é o vigia da cidade Nova, coitado do Natal!

João e Zezinho:
 – Coitado por quê?

voz fininha 
– Foi atropelado, ta todo arrebentado, deu pra catar só os cacos, quero dizer , os  ossinhos.

Dois juntos
: do Seu Natal?

voz fininha
 – Não, não do Natal não. Da cadelinha dele ,a Natalina.

Dois juntos:
 – Ah!

Anúncio
 (voz grossa): – Aproveitem, aproveitem. Natal é tempo de papai Noel e Papai Noel bonzinho é só nas casas Bainhas, onde tudo é mais barato e o seu Natal é um festival…
João: – (triste e sozinho) Natal… Natal… tem tanto sentido e ao mesmo tempo nenhum… uns falam que é festa… que é  um inferno… que é tempo de vestir roupa nova… que é pão de queijo e pernil e farofa, que é a capital de Belém, que é o coitado do vigia da cidade nova… que é um festival de ofertas… que é papai Noel bonzinho. A minha cabeça… estou achando que ela vai dar um nó.(senta desconsolado)

Estrela: 
– Oi Joãozinho!

João:-
 Uai, gente do céu! Quer dizer, dona estrela do céu, que  quê isso? Quem é a senhora?

Estrela:
 – Eu sou a estrela do Natal.

João:
 – Mas, só faltava essa. Mais uma pra acabar de complicar.

Estrela:
 – Não é isso, Joãozinho. Eu sei de todas as suas dúvidas e vim aqui pra ajuda-lo a compreender verdadeiramente  o que é o Natal.

João:-
 A senhora não sabe o que é o Natal? Deixa que eu vou te explicar. Natal é fes…

Estrela:
 – Pode parar! Não é nada disso que os outros te ensinaram, não. Veja vem vou explicar pra você o que é o Natal. Quando Deus viu que o mundo necessitava muito de sua ajuda, Ele resolveu então mandar até aqui, entre vocês, o seu filho. Ele escolheu uma jovem simples e humilde pra ser a mãe de seu filho Jesus e José para fazer parte dessa família, sendo o pai adotivo. Então, numa bela noite, há mais de dois mil anos, Deus enviou ao mundo seu filhinho de presente pra todos nós. Ele, o filho de Deus foi, é e continuará sendo o mais forte sinal de amor entre Deus e os homens.

João:
 – E o que isso tem a ver com o Natal?

Estrela:
 – Natal, Joãozinho, é o nascimento de Jesus. Celebramos a cada ano Jesus renascendo em nós e, por isso, é que o Natal deve ser sempre muito vivo em nossos corações… é Jesus de amor… de ternura… de verdade e de justiça que insiste nascer em nós.

João:
 – Mas, D. Estrela… parece que os homens esqueceram o verdadeiro sentido do Natal.

Estrela:
 É Joãozinho, os homens estão esquecendo o que  é o Natal. Os homens estão ocupados demais… preencheram sua vidas de coisas bobas e esqueceram do que é verdadeiramente o sentido do Natal.

João:
 – Ah, D. Estrela se depender de mim, não. Eu sou só uma  criança, pouco posso fazer ,  mas se eu me juntar com todas as crianças da missa e sair lembrando a todos que Natal é tempo de celebrar Deus-Menino, Deus da Luz, o mundo entenderá. È só fazer como João Batista fez, gritar falando de Jesus aos outros. Anunciar Jesus aos outros. Falar para todos o que significa o Natal .

Estrela
– É Isso, Joãozinho. Cada um de nós, hoje, tem essa  uma missão. Vamos dizer. Lembrar a todos que Natal é tempo de celebrarmos o nascimento de Jesus sempre vivo no nosso coração.

João 
– Vamos então, Dona Estrela, tem muita gente que precisa saber o verdadeiro sentido do natal. Tchau gente.
Compromisso da semana: A missão de João Batista nos inspira no compromisso de dar testemunho de Jesus ao mundo e anunciar a alegria da salvação que ele nos traz.
Kit livros para catequese e missa com crianças
Fonte de pesquisa (preces e leituras) – www.homilia.com.br
Imagem e Compromisso da semana (preces e leituras) – www.paulus.com.br

Fonte: http://www.missacomcriancas.com.br/site/3o-domingo-do-advento-ano/

1 de dezembro de 2016

MOBILIZAÇÃO NACIONAL DE ORAÇÃO - Dezembro 2016

A matança dos inocentes pertence, como o episódio da estrela dos Reis Magos, ao evangelho da infância de Jesus narrado por São Mateus. Os Magos haviam perguntado pelo rei dos judeus (Mt 2, 1) e Herodes – que ocupava o posto de rei dos judeus na época – inventa uma história para averiguar quem poderia ser aquele que considerava um potencial usurpador, pedindo aos Magos que o informassem quando regressassem. Quando soube que voltaram por outro caminho, “ficou muito irado e mandou massacrar, em Belém e nos seus arredores, todos os meninos de dois anos para baixo, conforme o tempo exato que havia indagado aos Magos" (Mt 2,16). Bem antes, também o Faraó havia mandado matar todos os recém nascidos dos hebreus, como conta o livro do Êxodo, mas salvou-se Moisés, que depois libertou o seu povo (Ex 1,8 – 2,10).


Nos nossos dias também estamos presenciando a matança de milhares de crianças:
- Aborto;
- Violência física, verbal, moral e sexual;
- Ideologia de Gênero;
- Sensualização;
- Doutrinação para a guerra;
- Drogas e criminalidade;
- Diluição das famílias…
Mais do que nunca devemos estar de sentinela! Nesse mês vamos contemplar a imagem do DESTERRO! Essa imagem tem muito a nos falar, evangelizadores de crianças!
A palavra 'desterro' significa exílio, banimento, ficar sem a terra natal. Foi exatamente isso que a Sagrada Família viveu quando teve que fugir para o Egito por causa da perseguição do rei Herodes. A imagem é rica em símbolos. Vamos conhecê-los:
Nossa Senhora
A postura de Maria na imagem de Nossa do Desterro chama a atenção. A Sagrada Família está sendo desterrada, ou seja, está sendo exilada, está partindo em fuga para o Egito, uma terra distante, com pessoas, língua, religião e costumes muito diferentes. Mesmo assim, Maria se apresenta em paz, cheia de mansidão e humildade.
O manto azul de Maria
O manto azul de Nossa Senhora do Desterro simboliza a verdade e o céu. Verdade porque ela caminhava na verdade, dizendo sempre sim a Deus. O céu está simbolizado no azul porque, mesmo fugindo, mesmo sendo perseguida por um rei sanguinário, Maria e José estão com o menino Jesus, que é Deus, que é paz, que é o Sumo Bem. O céu está com eles.
A túnica branca do Menino Jesus
A túnica branca do Menino Jesus simboliza a pureza e a santidade deste Menino que é Deus, que é santo, que é o salvador. A postura do menino Jesus também é de paz e serenidade, apesar da dificuldade que estão passando.
São José
A imagem de São José na cena do desterro de Nossa Senhora tem muitos significados. É ele quem segura a rédea do jumento, ou seja, é ele que dirige e guia; é ele o guardião da Sagrada Família. Vejamos outras características de São José na imagem de Nossa Senhora do Desterro.
O manto marrom de São José
O manto marrom de São José simboliza sua humildade. A humildade de José aparece mais quando ele se submete à vontade de Deus, acreditando nas revelações que recebera e obedecendo prontamente. A cena da fuga para o Egito é um exemplo clássico. O anjo avisou José em sonho dizendo para ele fugir para o Egito por causa de Herodes. José obedeceu sem questionar assumindo todas as consequências deste ato.
A túnica amarela de São José
A túnica amarela de São José na imagem de Nossa Senhora do desterro, simboliza a presença do divino nesta ocasião. José não era divino; era um homem como todos os outros, porém, estava sendo guiado pela vontade de Deus, estava obedecendo à vontade de Deus. Por isso, o próprio Deus se faz presente em sua vida e neste momento.
O cajado de São José
O cajado de São José simboliza a direção dada por Deus e a firmeza, o apoio durante o caminho. O cajado era usado pelos viajantes como apoio e segurança. Foi exatamente apoio e segurança que São José recebeu de Deus ao aceitar com humildade a missão de guardião do Menino Jesus e de Maria.
A trouxa marrom de São José
Marrom é a cor da terra, da simplicidade. A trouxa marrom que São José carrega amarrada no cajado simboliza a simplicidade desta família, que tem apenas uma trouxa como bagagem. Isso nos fala que a Sagrada família estava sempre pronta para 'partir' sem dificuldade, sem pesos nem amarras de bens materiais. Estavam prontos para obedecer ao senhor.
O jumento
O jumento na imagem de Nossa Senhora do Desterro simboliza a providência de Deus, que não deixou faltar nada à Sagrada Família e transportou Maria e o Menino Jesus. O jumento é também um animal dócil, manso e útil. Ele nos lembra que aqueles que servem a Deus devem sempre agir com mansidão e bondade.
Que essa imagem nos inspire em nossa vida, em nossa oração, em nosso servir!
COMO REZAR?
- Terço Bizantino do Evangelizador
- Ciclo Carismático
- Intercessão profética pelas intenções
- Finalizar com a oração à Nossa Senhora do Desterro: “Ó Bem Aventurada Virgem Maria, Mãe do Nosso Senhor Jesus Cristo, Salvador do Mundo, Rainha do Céu e da terra, advogada dos pecadores, auxiliadora dos cristãos, protetora dos pobres, consoladora dos tristes, amparo dos órfãos e viúvas, alívio das almas que penam, socorro dos aflitos, desterradora das indigências, das calamidades, dos inimigos corporais e espirituais, da morte cruel, dos tormentos eternos, de todo bicho e animal peçonhento, dos maus pensamentos, dos sonhos pavorosos, das cenas terríveis e visões espantosas, do rigor do dia do juízo final, das pragas, dos incêndios, desastres, bruxarias e maldições, dos malfeitores, ladrões, assaltantes e assassinos.
Minha amada Mãe, eu prostrado agora aos vossos pés, com piedosíssimas lágrimas, cheio de arrependimento das minhas pesadas culpas, por vosso intermédio imploro perdão a Deus infinitamente Bom.
Rogai a vosso Divino Filho Jesus, por nossas famílias, para que ele desterre de nossas vidas todos estes males, nos dê o perdão de nossos pecados, e nos enriqueça com sua divina graça e misericórdia.
Cobri-nos com vosso Manto maternal, ó divina estrela dos montes.
Desterrai de nós todos ao males e maldições. Afugentai de nós a peste e os desassossegos.
Possamos, por vosso intermédio, obter de Deus a cura de todas as doenças, encontrar as portas do Céu abertas, e convosco ser felizes por toda a eternidade. Amém.
Nossa Senhora do Desterro, rogai por nós que recorremos a Vós.”
Pedimos também que , pelo menos uma vez neste mês, seja feito JEJUM por estas intenções.
No dia 13 encaminhem para o e-mail do seu coordenador(a) diocesano/estadual ou diretamente para o e-mail: paula_generoso@yahoo.com.br, faremos um único relatório do dia da Mobilização e encaminharemos para o núcleo nacional do Ministério.
INTENÇÕES DO MÊS DE DEZEMBRO:
- Pelo Ministério para Crianças e por todos os evangelizadores infantis
- Por todas as novas coordenações do ministério escolhidas para o próximo biênio
- Pelas crianças e adolescentes vítimas dos “herodes” atuais
- Pela Renovação Carismática Católica do Brasil e todos seus projetos (Veja as intenções no site da RCC Brasil)
- Em agradecimento por todas as obras que o Senhor realizou nesse ano de 2016
HORÁRIO DE BRASÍLIA / ESTADO(S)
0h às 1h - Amazonas
1h às 2h - Bahia
2h às 3h - Ceará
3h às 4h - Distrito Federal
4h às 5h - Espírito Santo
5h às 6h - Goiás
6h às 7h - Maranhão
7h às 8h - Mato Grosso e Mato Grosso do Sul
8h às 9h - Minas Gerais
9h às 10h - Pará
10h às 11h - Paraíba
11h às 12h - Paraná
12h às 13h - Pernambuco
13h às 14h - Piauí
14h às 15h - Rio de Janeiro
15h às 16h - Rio Grande do Norte
16h às 17h - Rio Grande do Sul
17h às 18h - Rondônia e Roraima
18h às 19h - Santa Catarina
19h às 20h - São Paulo
20h às 21h - Sergipe e Tocantins
21h às 22h - Acre
22h às 23h - Alagoas
23h às 24h - Amapá
Sugestão para Grupinho de Oração


RESPONSÁVEL: Daniela Pereira Lopes


Boa noite! Hoje eu vim aqui com muita alegria falar de algo muito importante, mais vou precisar da ajuda de vocês. Alguém conhece essa mulher? (Mostrar imagem de Maria). Quem é ela? O que você pode me falar sobre ela... (deixe eles falarem) Ela é a mãe de Jesus, rainha do céu, rainha da paz. Como ela era? Brava? Não, era paciente, educada, ensinava com amor, tinha sabedoria, era inteligente, forte na oração, obediente a Deus. Ela acreditava nos planos de Deus e tinha por Ele imenso respeito e amor. Mas como será que ela conseguia ser assim? Será que é fácil ser paciente, perdoar sempre, não ter raiva?

Maria contava com uma grande ajuda. Sua vida foi marcada pela presença forte do Espirito Santo de Deus. Quando o anjo apareceu para avisar que ela ficaria gravida como ele disse que seria: descerá sobre ti o Espirito Santo e te envolverá. Quando Maria estava reunida com os apóstolos em pentecostes o que aconteceu? O espirito Santo desceu sobre eles e sobre ela mais uma vez.

Quando o Espirito Santo age em nós e nos envolve somos revestidos de 7 dons importantes que nos ajudam a ser como Maria.

Ele nos dá o dom da sabedoria. Com ele nós entendemos melhor e selecionamos o que é mais importante em nossa vida. A sabedoria fortalece nossa caridade e nos prepara para a visão plena de Deus. Sendo sábios conseguimos desapegar das coisas da terra e sentir o gosto maior pelas coisas do céu. A sabedoria nos dá uma fé expectante, nos ensina a ser melhor. Tendo o dom da sabedoria confiaremos nos planos de Deus assim como Maria. Seremos medrosos tendo esse dom? Não. Por falar em medo. Me lembrei de outro dom. O dom da fortaleza.

O que vocês veem nessa imagem? Um menino e um leão. O leão é medroso? Não. Ele é corajoso? Mas o leão passa por muitos problemas? E Dificuldades? Sim. E ele enfrenta tudo de peito aberto. O dom da fortaleza nos faz ser corajosos, nos faz ser fortes mesmo diante de situações difíceis. Ele não nos deixa desistir. Este dom nos ajuda a ser vitoriosos nas batalhas contra os inimigos espirituais. Se pensarmos por outro lado, o homem tem medo do leão? Sim. Ele é um animal feroz. Daniel foi lançado na cova dos leões e ele não teve medo porque ele sabia que Deus estava com ele. Isso o fortalecia e tirava o medo. Maria ficou fraca diante das dificuldades como realizar grandes viagens, fugir para o Egito? Não. Assim somos nós quando pedimos e recebemos esse dom. Somos fortes em Cristo. 
Sabe crianças o Espirito Santo também pode nos dar o dom da ciência. Alguém sabe o que é ciência? Ciência é uma disciplina que vocês estudam na escola sim, mas aqui ela é diferente. Lá estuda as coisas e animais para entender melhor, não é? O dom da ciência nos ajuda a entender melhor as coisas de Deus, seus planos e sua vontade em nossa vida. Qual era o plano de Deus para Maria? Gerar seu filho, ensinar os homens a viver em comunidade. Ela fez parte do plano de salvação de Deus pra nós. E pra nós? Qual será o seu plano? Será que Deus quer nos ver chorando? Tristes? Brigando? Ele tem um plano de amor e salvação pra cada um de nós. Quando usamos o dom da ciência sabemos discernir se determinada coisa é ou não plano de Deus pra nós. Com ele vamos ter um conhecimento profundo de Deus e criamos com Ele mais intimidade e amor. Deus é além de criador, nosso amigo, nosso pai.

O dom da ciência está ligado também a outro dom. O dom do entendimento ou da inteligência. Este dom precioso nos faz sentir a presença de Deus mesmo nas dificuldades. Maria teve dificuldades? Sim. Por exemplo, ela encontrou uma casa confortável pro seu filho nascer? Não. Ele nasceu numa estrebaria. Quantos de nós temos dificuldades? Entristecemos? Ficamos travando batalhas contra o inimigo? Este dom nos faz entender que mesmo diante de tudo Deus está presente e tem algo bom pra nós. Em Jeremias 24,7 o Senhor diz assim: “Eu lhes darei um coração capaz de me conhecerem e entenderem que eu sou o Senhor.” Ele é o senhor de todas as coisas, de tudo que temos e de todas as situações que passamos em nossas vidas...É bíblico também que Ele disse que não cai um cabelo de nossa cabeça sem que ele saiba. Então precisamos assim como Maria a aprender a confiar em Deus e ter a certeza que Ele caminha conosco todos os dias...

Como é bom quando alguém vem em nosso auxilio né? Maria foi visitar Isabel e ajuda-la na sua gravidez. Jesus curou doentes, alimentou famintos e deu de beber a samaritana. O Espírito Santo nos ajuda a ser misericordiosos, nos ajuda a ser piedosos como o pai é conosco. Ele nos dá o dom da piedade. Com esse dom aprendemos a ser imitadores de Cristo. Ele santifica nossos afetos. 

O Espirito Santo também nos dá o dom do Conselho. Este dom nos liga uns aos outros, ajuda-nos a trilhar o caminho certo. Ele nos ajuda a discernir caminhos e opções, nos ajuda a escutar e orientar o outro. Ele nos orienta. 

Por fim o Espirito Santo nos dá o dom de temor a Deus... Temor não é temer, ou tremer de medo de Deus. Mas ter o dom de temor a Deus nos faz respeita-lo e ser submissos a sua vontade. Esse dom nos faz querer adorar a Deus, reconhecer e valorizar sua presença. Nos faz não querer pecar para não entristecer aquele que amamos. Eu quero ser melhor por ele.

Viram Maria era caridosa, carinhosa, paciente, sábia porque estava cheia do Espirito Santo de Deus e esse Espirito a auxiliava em sua caminhada. Nós devemos ser como Maria. Devemos ficar cheios do Espirito Santo para que ele nos de os dons necessários e nos ajude em nossa caminhada rumo ao céu.


Fonte: https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=671732922997876&id=100004835228921
Sugestão para Grupinho de Oração

TEMA: Advento
RESPONSÁVEL: Daniela Pereira Lopes

REFLEXÃO PARA O COORDENADOR: E aí amigo evangelizador está firme no projeto de oração? Está firme no empenho de ser você o escolhido para ser o lar onde Jesus vai nascer? Continuemos nossa caminhada com fé e alegria para celebrarmos o natal dignamente.


ACOLHIDA: Acolha as crianças com alegria. O natal está chegando deixe que o espírito de paz reine em seu grupinho. Cante e se alegre. Reze uma dezeninha do terço. Que tal proclamar o mistério do milagre de Caná? Conte pra eles como foi.

EFUSÃO: Vocês acham que o milagre que aconteceu em Caná da Galiléia pode também acontecer conosco? Sempre que deixamos o Espírito de Deus agir em nós um milagre acontece. A água do nosso coração se transforma em vinho bom. Vamos pedir pro Espírito Santo de Deus transformar nosso coração? Conduza uma oração doce, comece cantando e mãos a obra!

PREGAÇÃO:
História de João e Maria - Lynea Valadão Borges
( Sugestão – Ao contar uma história para crianças, procure usar o máximo de recursos possíveis. Trabalhe com fantoches, materiais em EVA, casinhas de papel, tudo o que você conseguir para torná-la mais atraente e dinâmica. Não esqueça de mudar também sua voz, engrossando, afinando, cantando, melodiando... Use sua criatividade!)
João e Maria no caminho do bem

Era uma vez, uma casinha na beira do rio, na floresta. Era uma cabana pobre, porém rica das graças de Deus. Lá morava João, sua irmã Maria e sua mãe Graça. 
Um dia Graça pediu que as crianças fossem buscar lenha. Sua mãe os abençoou e disse:
- Não vão muito longe. O pecado vem quando nos distanciamos das coisas e do lugar aonde habita Deus!
As crianças responderam:
- Pode deixar mamãe, iremos rápido e rezando!
As crianças só brincaram e esqueceram de rezar. Elas não queriam ir longe, mas a curiosidade de saber o que havia na floresta escura falou mais alto.
Eles tiveram a idéia de marcar o caminho para não se perderem, com migalhas de pão. Era o pão de trigo que sua mãe havia feito para distribuir na missa.
Quando estava escurecendo, eles viram que tinham que voltar para casa a tempo de ir à missa. Só que lá estava tão bom, as brincadeiras, a conversa, que eles não queriam voltar. Por insistência de Maria eles voltariam, mas perceberam que não havia mais caminho, pois os pássaros tinham comido todo pão.
- Meu Deus, estamos perdidos e estou faminta! Disse Maria.
- Eu também estou com fome, completou João, vamos caminhar e ver se encontramos algo!
Andando as crianças avistaram uma velhinha, que as disse:
- Venham comigo crianças! Vou lhes mostrar um caminho que os levarão para um lugar melhor, lá vocês não terão que ir à missa, nem terão que rezar todos os dias!!!
Maria logo disse:
- Mas não podemos desviar do caminho de Deus, nem deixarmos de rezar todos os dias para agradecermos tudo o que temos!
- Venham não se preocupe, vou mostrar-lhes o lugar, bem melhor que o caminho de Deus! 
Assim os dois foram.
Caminhando as crianças depararam com uma casinha que era toda feita de chocolate, biscoitos e doces. Famintos, comeram, comeram, assim a velhinha convenceu-os a entrar. Quando as crianças entraram, viram que a casa era toda escura, sombria e bem tristinha lá dentro. A velha deu mais doce às crianças até elas adormecerem.
No dia seguinte, puderam ver que estavam na caso do pecado!! A velhinha era uma mulher má que se chamava Zinha, Malzinha. Ela disse às crianças:
- Pensaram que iam escapar de mim né? Vocês não tiveram fé e desviaram do caminho do bem, agora ficarão aqui, nesse lugar sombrio, solitário, longe de Deus, para sempre. Hahahahahahahahahahahaha...
Zinha ordenava que Maria cozinhasse.
- Aqui nessa panela, você tem que colocar: ódio, violência, desunião, brigas, pecado, e misturar com sal e pimenta.
João ficava preso na gaiola para não poder pensar em coisas boas, não ler a bíblia, ou se quer rezar. De tanto o pobrezinho comer, ele só ficava dormindo. Zinha disse a ele:
- Trate de comer muito, pois quero te ver caindo em tentações!!!
Um dia a Zinha dormiu e Maria, mesmo cansada, depositou suas forças em Deus, e rezou, rezou, e pediu ao papai do Céu que te desse água viva, até ela ficar bastante fortalecida. Quando estava melhor, Maria foi na gaiola e deu um pouco dessa água pra João. 
- Venha João, vamos fugir desta casa!
João imediatamente reabasteceu suas forças, abriu a gaiola e correu para o lado de fora da casa. Ao chegar lá os dois deram as mãos e disseram:
- Papai do Céu, salve a Dona Malzinha! Nós conseguimos sair do pecado, agora nos perdoe por termos desviado do seu caminho e perdoe a Dona Zinha também! 
Imediatamente, veio um clarão do céu e eles ouviram uma voz bem forte dizendo:
- Aquele que crer em mim, será perdoado!
As crianças se ajoelharam e a casa que por dentro era toda escura, ficou em forma de fogo, brilhante, branquinha como a neve! 
Enquanto as luzes desciam sobre a casa, alguns respingos caíram sobre a velhinha. 
Ao ver a misericórdia de Deus, Zinha se admirou com essa bênção concebida às crianças e pediu à Ele que mandasse o Espírito Santo para ela também, pois ela queria sentir as chamas do amor de Deus! Assim, Zinha se converteu e transformou-se numa bela mulher. Agora era a Dona Boazinha. Começou a crer em Deus e viu o quanto ele é bom, assim mudou sua vida. 
Felizes João e Maria voltaram para casa, guiadas pelo Espírito Santo. Ao chegar lá sua mãe estava muito preocupada e perguntou o que havia acontecido.
As crianças contaram tudo para sua mãe.
- Mãe, hoje vimos a misericórdia de Deus!
- É... Vimos o quanto Deus é perfeito e o quanto ele nos ama!
Graça completou.
- É verdade filhos, quando estamos com Deus, nossos caminhos se abrem e nossas vidas se modificam, tudo fica mais fácil. Vocês provaram que mesmo se desviarmos do caminho dele, se há arrependimento, há perdão! Temos sempre que crer e confiar nele!
E juntos, com o Espírito Santo, a Palavra de Deus, a natureza que Deus Pai criou, e o amor entre a família viveram felizes para sempre.


LOUVOR: Vamos louvar e bendizer a Deus pois nos dá motivos de sobra para estarmos em seu caminho, Ele cuida de nós. Passar um fantoche de Jesus ou uma imagem e ir louvando a Deus por tudo que Ele faz por nós.

ATIVIDADE SUGERIDA:
Vamos construir uma árvore de Natal? Você prepare o suporte dessa árvore. Pode ser um cone verde feito de papel.
O que não pode faltar no Natal? Amor, alegria, fé, esperança. Cada criança fará um anjo e colocará um ingrediente no anjo desses que não podem faltar. Sabe qual é a surpresa essa árvore é sua! É amigo evangelizador você vai enfeitar sua casa com ela. Durante o natal e o tempo de recesso até a retomado dos grupinhos de oração (para aqueles grupos que param no natal e voltam em janeiro) você deverá lembrar de suas crianças e orar por elas e suas famílias. Caso as crianças queiram os anjos de outro para que façam em casa e coloquem em sua árvore de natal.


ORAÇÃO FINAL: Rezar a oração do anjo da guarda e uma ave-maria.

Fonte:https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=671448656359636&id=100004835228921
Sugestão para Grupinho de Oração


SEGUNDA SEMANA DO ADVENTO
TEMA: Advento – Confissão: sacramento de cura
RESPONSÁVEL: Daniela Pereira Lopes

REFLEXÃO PARA OS COORDENADORES: Começamos bem o advento desejando que Jesus venha nascer em nosso coração. Precisamos manter aceso esse desejo dentro de nós. Devemos desejar com fé e amor que o menininho Jesus nasça no seio de nossa casa, de nossa família e principalmente em cada um de nós.

Para que isso aconteça precisamos nos preparar verdadeiramente para ser morada de Cristo. Sabemos que erramos em nossa caminhada de fé, mas é hora de reconhecer que somos pecadores, assumir nossas faltas para que sejamos agraciados com o perdão de Deus, e enfim reconciliados com o Pai, com os irmãos e com a Igreja.

O advento é o tempo oportuno para nós evangelizadores recebermos a graça de Deus. Chuvas de bênçãos serão derramados sobre você, mas você deve se preparar. Enquanto escrevo pensando em nós me veio ao coração a canção chuva de graça. Te convido a refleti-la comigo e se souber pode cantá-la ao final meditando sua letra.

“Há uma chuva de graças aqui, está chovendo sobre todos nós” – tome posse disso pra sua vida. Há uma chuva de graças sendo derramada sobre você, sobre sua casa.Está chovendo pra todos nós, pras nossas crianças, mas... “E quem mais se entregar, mas se molhará” é preciso entrega, abertura de coração. Se você não se abrir e pegar o guarda chuvas, não se molhará da benção. Você pode escolher: quer molhar só o pé ou o corpo todo? A decisão é sua. Conta aí pra Jesus o que você quer?

“Há uma semente pra germinar e muitos frutos a se produzir. Na terra do coração derrama tua graça.” Existem muitas sementes pra germinar. Eu te convido a deixar a terra do seu coração ser regada com amor, paz, alegria, paciência, coragem. Deixe as águas dos frutos do Espírito Santo de Deus alcançar você. Feche seus olhos por um instante e cante o refrão dessa canção: “chuva de graças pedimos a Ti, chuva de graças derrama em nós. Chuva de graças neste lugar, derrama!”Que o Senhor te abençoe e te banhe neste mar de amor!


ACOLHIDA: Receba as crianças com alegria e cante canções alegres. Antes de rezar a dezeninha faça a brincadeira do com Jesus e sem Jesus. (Você diz com Jesus- elas respondem Oba!. Você diz sem Jesus elas dizem ah!). Cante o sinal da cruz e peça que eles abençoem o coleguinha.

EFUSÃO: (Levar o bebezinho que usou na semana anterior) Olha crianças quem veio nos visitar. É o menininho Jesus. Quem aqui continua desejando que neste natal ele nasça na sua casa? Vamos pedir que o Espírito Santo de Deus nos ajude a ser cada dia melhores e a enxergar o nosso coração e o que ele precisa melhorar? Comece a cantar uma canção do Espírito Santo, depois vá sussurrando a canção e clamando o Espírito Santo de Deus.

PREGAÇÃO: 
(Você irá precisar de muitos recursos, a medida que for pregando vá ilustrando a fala com os recursos feitos em papel ou EVA. Cobra, cofre com coração... para a dinâmica dos corações você precisará de uma imagem de Jesus com um coração na frente. Lá dentro deixe corações com palavras amor, paz, fortaleza, segurança,alegria... Entregue dois corações vermelhos de mesmo tamanho para cada criança e peça que escrevam ali algumas coisas que tem em seu coração e que não devem continuar lá. Passe cola sobre o que elas escreveram e cole em cima do outro coração, de tal forma que não seja possível ler o que elas escreveram.)

Quando pecamos colocamos o pecado dentro de nós. (neste momento dar o coração e pedir que escrevam os pecados e colem os corações). Pronto? Tudo que está dentro do nosso coração vai para a corrente sanguínea e é distribuída pelo corpo. Se o pecado está aqui dentro ele também vai circular pelo corpo, mudando nosso comportamento, nosso falar, nossa forma de vestir e de ver as pessoas ao nosso redor.Ele impregna em nós.Isso é bom ou ruim? Alguém quer deixar esse pecado ai dentro? Não. Já sei ! vamos separar os corações e apagar o pecado que está ai. Vamos tentar? (estimular que eles separem os corações. Na certa ele irá rasgar, manchar, perder pedaço, nenhum ficará inteiro.) Pronto? Alguém conseguiu abrir o coração direitinho? Não. Por que? 

Depois que pecamos nós não somos capazes de tirar o pecado que está em nós. Não dá pra pegar uma borracha e apagar.mas quero te contar uma coisa, tem alguém que pode. Só Jesus pode limpar nosso coração e deixar ele inteiro, bonito de novo. Quando nos arrependemos e contamos pra Jesus na pessoa do padre Jesus recolhe nosso coração (pegar os pedaços de coração da mão deles e colocar no coração de Jesus - cuidado para não misturar com os outros que estão lá dentro.). Ao recolher o nosso coração Jesus cuida das feridas, limpa de todo o pecado e nos devolve um coração novinho (pegar os corações que estavam lá e distribuir aleatoriamente para as crianças). Além de devolver um coração novo ele ainda vem com um presentinho. Are o seu e veja o que ele quer te dar. Quem ganhou alegria? E você o que ganhou? O que achou desse presente?

Nossa que tudo! Quando confessamos nossos pecados nosso coração fica assim: novo e pronto para recomeçar. Um coração novo pode ser o lar para Jesus morar? Quem quer ficar assim? Então nós vamos fazer uma oração mas, depois, principalmente as crianças maiores é bom que procuremos um padre para conversar.

Peça que as crianças fechem os olhos e levem a mão no coração e conduza com elas uma oração de perdão.


LOUVOR: Agora que estamos cheios de graça vamos louvor e bendizer a Deus por que ele cuida de nós, ele cuida do nosso coração. Ele tem presentes pra nós.(leve uma caixa de presente , dentro dela coloque moções para ajudar as crianças a louvar. Exemplo: eu te louvo pois o Senhor me da alegria. Eu te louvo pois o Senhor me da amor. Eu te louvo pois o Senhor me da segurança. Vá passando a caixa e quem pegar o presente retira o seu papel e louva).

ATIVIDADE SUGERIDA: 
 Vamos construir um móbile de corações. Se puder cole ima de geladeira pois assim as crianças e os pais vão poder ver todos os dias como é o coração com Jesus e sem Jesus.
 Cada criança enfeitará a carinha dos corações. Se quiser leve olhos de plástico para elas colarem. Os corações podem ser de EVA.


ORAÇÃO FINAL: Reze um pai nosso com gestos e abençoe as crianças antes delas irem embora. Peça que continuem firmes na oração da dezeninha do Projeto Amiguinhos de Deus.

Fonte:https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=667032816801220&id=100004835228921

2º Domingo do Advento – Ano A


“Fique bem preparado para receber o Jesus menino, dando-lhe como presente: alegria, paz, solidariedade porque são coisas que fazem brilhar nosso coração “

– Missa com criança da semana: Preparai os caminhos do Senhor
– Evangelho: Mt 3,1-12
Convertei-vos! O reino de Deus está próximo
Neste segundo domingo do Advento, somos motivados por João Batista a preparar os caminhos do Senhor. A conversão, a vivência do amor, da paz e da solidariedade, o empenho em construir um mundo mais justo e feliz, sobretudo em favor dos humildes, são maneiras de nos prepararmos para a vinda de Jesus.
Acolhida – (A comentarista e uma outra pessoa vestida de estrela )
Boa noite, queridas crianças. Boa noite a todos aqui presentes. Sejam todos muito bem vindos a esta celebração.
Hoje, de uma maneira muito especial, vamos receber uma visita. Vejam só quem vem ai…
Comentarista – Boa noite, dona Estrela.
Estrela – Boa noite, queridas crianças.. Muito brilho e luz para vocês.
Comentarista – Dona Estrela, a senhora pediu para vir até aqui, na missa das crianças, para dar um recadinho para elas, não foi mesmo?

__Aquelas crianças que eu vejo lá de cima, na missa de domingo, são bem inteligentes e saberão ajudar-me a preparar uma festa maravilhosa para descer com Jesus lá do céu na noite do natal, como o grande presente que Deus envia ao mundo todos os anos.Estrela – Sabe o que, minha filha, o natal está chegando e lá no céu este ano, eu e minhas irmãs estrelas, estamos querendo fazer uma grande festa pra Jesus menino. Só que, nós astros celestes , estamos sem criatividade sabe , andamos sem muito brilho, então eu pensei:
Marcela – Mas, a Senhora veio no lugar certo, tenho certeza que as crianças irão ajudá-la a fazer um natal diferente que agradará ao Menino Jesus.
Dona estrela – Posso então receber a ajuda de vocês? Deixa-me perguntar aqui, para esse menino, o que eu devo fazer neste Natal para que Jesus fique ainda mais feliz. ( perguntar a outros também )
Dona estrela – Que beleza, crianças, tenho certeza que João Batista, aquele grande profeta, que tem como missão anunciar a todos sobre a chegada de Deus menino, que grita sem parar no deserto para que estejamos preparados para a vinda Dele.  Que tem como principal função preparar o caminho para Jesus ficará muito feliz , quando souber que todos nós, também estamos nos preparando para esse grande acontecimento
Comentarista – E quando Ele chegar, Dona Estrela, devemos estar bem preparados para recebermos o Jesus menino, dando-lhe como presente: alegria, paz, solidariedade porque são coisas que brilham e que fazem brilhar nosso coração também.
Estrela – Gostei demais de estar aqui entre vocês. Contudo, crianças, tenho que ir, a noite está chegando e tenho que conversar com minhas irmãs sobre a linda festa que iremos preparar para Jesus Menino, graças às idéias que vocês me derão aqui na missa. Beijos iluminados.
Comentarista – Com alegria, todos em pé, vamos iniciar nossa celebração cantando.
Ato penitencial – (desenhar um coração que tenha dentro dele uma casinha com todos os aspectos citados no texto. Jogue papel picado, sobre ele, se estiver em lâmina, dando-lhe imprensão de sujeira e, depois, faça uma pequena vassourinha de papel e remova a sujeira do coração)
Vocês ouviram  a pouco que a Estrela guia quer fazer uma grande festa lá no céu com a chegada do Menino Jesus, não é mesmo?
Que tal se a gente também não faz uma festa no nosso coração para recebe-lo também , vocês topam?
Vamos então entrar na nossa casinha coração e colocar nela toda a alegria do natal.
Vamos ver lá no retro. Virgem Maria!! Que coração mais sujo! Como poderemos receber Jesus tão pequenininho neste coração tão sujo? Não tem lugar nem pra colocar seu bercinho de tanta sujeira.
Olhem crianças?! Tem teias de pecado por todo lado.
Vejam só a barata da desobediência andando por lá
Têm também as pulgas da maldade que saltam sem parar. Tem pó de desigualdade e fofoca por todo canto. Tem ódio escondido debaixo do tapete e… Nossa ! Nas paredes do coração estão à mentira, brigando com a violência e xingando palavrões de todos os tipos.
Conta pra mim, crianças, tem jeito de Jesus tão santo, tão puro, vir morar num lugar desses?
O que vocês acham que devemos fazer com esse coração sujo?
Ah, então vamos promover a limpeza no nosso coração. Vamos banir todo pecado da nossa vida!
Vamos fazer isso, pedindo perdão a Deus para que Ele, com sua vassoura do perdão, venham e limpem nosso coração, para que limpinho, livre de todo mal, possamos receber Jesus menino. Vamos fazer isso, cantando?
PRIMEIRA LEITURA – Hoje acenderemos mais uma vela na esperança do Natal que estar por vir. Mais uma vela que nos acende a alegria do Menino Deus que já escutamos seu coraçãozinho batendo forte vindo ao nosso encontro. Vamos recebê-la, juntamente com a palavra de Deus que nos salva e nos apresenta a vida nova cantando.
Aclamação –  Crianças hoje , no evangelho, o  profeta João Batista grita no deserto. Sabem o que ele diz?
_ Depois de mim vem alguém que é mais importante do que eu, e eu não mereço a honra de me abaixar e desamarrar as correias das sandálias dele. Eu batizo vocês com água, mas ele os batizará com o Espírito Santo.
Ele estava anunciando a vinda de Jesus, Por isso, para Aquele que virá saudemos cantando com alegria o canto de aclamação.
Preces
1. Por nossa Santa Igreja, para que seja no mundo um sinal visível do nosso Deus que é cheio de bondade e misericórdia, rezemos.
2. Para que jamais nos entreguemos ao desânimo, mas confiemos sempre que, com a graça de Deus e o nosso empenho perseverante, é possível construir um mundo cada dia mais justo e fraterno, reze.
3. Por nossos irmãos e irmãs que se encontram doentes, sozinhos ou passam por dificuldades em suas vidas, a fim de que encontre, na fé em Jesus Cristo e no apoio da comunidade, consolação e  esperança reze.
4. Para que a nossa alegria pela vinda do Senhor nos impulsione para a missão em nossa cidade e a uma ação solidária em favor do nosso próximo, rezemos.
5- Pelas nossas crianças, para que sempre mantenham acesas em seus corações a chama do Espírito Santo renovador e possam exercitar a caridade em todos os momentos de suas vidas , rezemos
Ofertório – ( Caixas de presentes )
Olhem só que alegria !!!O natal está chegando e, como vocês sabem, crianças , natal é tempo de dar presente…tempo  também  de  receber presentes .Por isso , vamos hoje oferecer ao Senhor os muitos presentes que estamos reservando para Ele durante todo o ano . Presentes que encherão de alegria a mesa do altar.
Trazemos um presente colorido  de nosso trabalho , de nossas ações , do que realizamos durante todo esse período .
Trazemos a esperança em forma de presente, esperança na vinda do Menino Deus que encherá todos nós de amor.
Trazemos presentes de alegria, onde vem estampado o nosso sorriso pela presença de amor que abriga  em nossos corações.
Trazemos presentes de caridade, de fraternidade, de solidariedade para com nossos irmãos  neste natal , sabendo que mais que presentes eles precisam de nossa presença , de nossas palavras de nosso afeto.
Trazemos presentes ornamentados de compromisso de sermos mais justos , mas comprometidos com a causa humana .
Trazemos presentes recheados de amor, carregados de felicidade, embalados de carinho para nosso Deus.
Trazemos junto do nosso último presente, o pão e o vinho, na certeza de que todos estes presentes serão  entregues  e como sabemos quão o senhor é bom , nos dará novamente o grande presente que é Jesus . Vamos todos cantar anunciando com alegria a chegada de natal.
Comunhão – Toda vez que participamos da comunhão temos o compromisso de amar e de servir com generosidade a todos os que precisarem da nossa ajuda. Esse é o motivo de nossa alegria e a de Jesus também. Com alegria vamos ao seu encontro cantando.

Ação de graças
 – (Oração deve ser escrita na Lâmina)
A missa está quase terminando.. e temos mais uma missão para a semana que começa . Nessa semana vamos rezar para os desabrigados e sofridos de Santa Catarina. Vamos elevar nossas orações para ajudar aqueles nossos irmãos que estão sofrendo tanto, que precisam de nossa ajuda espiritual para se reerguerem. Então, durante a semana vamos rezar bastante, está certo? È o nosso presente para Jesus menino.
Agora, na nossa ação de graças ,vamos rezar para que neste natal , nós e nossas famílias possam, de fato, celebrar com alegria e amor a vinda do menino salvador .
Vocês irão ler a parte escrita de vermelho, enquanto eu leio a escrita de preto.
Se tens amigos, busca-os. !  O NATAL é ENCONTRO!
Se tens inimigos, reconcilia-te!  O NATAL é PAZ!
Se tens pecado, arrependa-se!  O NATAL é PERDÃO!
Se tens soberba, enterre-a !  O NATAL é HUMILDADE!
Se tens trevas, acende o teu farol,  O NATAL é LUZ!
Se tens tristeza, reaviva a tua alegria!  O NATAL é alegria !
Se estás no erro, reflete!  O NATAL é VERDADE!
Se tens ódio, esquece-o!  O NATAL é amor.
Natal é presença  viva do amor .. é a vinda de nosso senhor . Amém.

Historinha para o teatro da semana:

O peixinho luz

Técnica: Transparências apresentadas no retro projetor.
Era uma vez um mar…
Um mar escuro, muito escuro. As criaturas que lá viviam pouco enxergavam, pois onde não existe luz, o seres têm dificuldade de enxergar, sabiam?
Tudo lá naquele marzão era tão triste, tão escura, tão feio e assustador.
Os bichinhos mal se conheciam e quando isso acontecia, era sempre motivo de muitas brigas e desavenças. Cada um queria defender o seu espaço. Ninguém sabia o que era repartir alguinhas, um cantinho qualquer para outro peixinho necessitado. Ajudar os outros? Nequinhas! Viviam cada qual no seu cantinho, egoístas que eram ( acho que é, por isso, que viviam no escuro).
O Rei dos Mares, o Senhor das águas, olhou aquele mar tão triste, tão dividido e teve pena, pois ele amava cada uma daquelas criaturas que habitavam o Mar Negro. Ele então pensou e chegou a conclusão que aqueles bichinhos precisavam de luz, de uma luz forte, muito forte, que mudasse a vida deles, que trouxesse a eles uma esperança, uma vida nova. E começou a trabalhar nessa idéia. Eh! Iria mandar ao mundo o seu Filho tão amado. Ele sim, traria luz definitiva para aquele marzão.
Mas, era preciso preparar bem seu Filho, pois sabia que muitos perigos o mar oferecia e, foi aí, que Ele resolvera mandar antes de seu Filho, o peixinho Luz.
O peixinho Luz era especial, era o mensageiro do Senhor das Águas. Sua missão? Ah! Sim! – Preparar o caminho para quando viesse ao mundo das águas, o Filho amado do Senhor. E o peixinho animado e feliz com sua missão disse ao Senhor:
_Glub,Glub…Pode deixar, Senhor! Eu prepararei os caminhos para quando o seu Filho chegar. Vou endireitar suas estradas e levar luz ao mar. Minha luz será pequena diante da que virá, mas eu chamarei todos a me seguir e vou prepará-los para o Senhor.
E lá se foi o peixinho Luz “pro marzão negro”.
Finalmente…Catapum! O peixinho Luz chega ao Mar Negro. Nossa! Como ele se assusta! É tudo assustador naquele escuro. Era uma feiura sem fim…uma tristeza sem fim. Mas, o peixinho Luz era corajoso e não se esquecia de sua missão. Com a ajuda do Senhor das Águas, ele brilhou…brilhou muito, um brilho que encheu de luz a sua volta.
Os moradores do mar se aterrorizaram e perguntavam entre si:
Lula: – De onde vem essa luz tão forte que chega até a nos cegar?
Polvo: – Quem é o intruso que ousa vir nos incomodar?
Estrela do mar: – Tanto brilho…tanta luz…tanta beleza!
Peixe: – Vejam! O mar está lindo assim cheio de luz. Quem será esse ilustre visitante?
E o peixinho começou a sua missão e chamava os moradores pra ouví-lo e seguir sua luz. Falava bonito e mostrava a todos que era preciso mudança, conversão. Que aquela vidinha triste e sem graça teria que mudar, pois, em breve, muito em breve, eles receberiam uma luz definitiva…que iria mudar a vida de todos que a aceitassem…Ela traria esperança…vida nova para aquele marzão, e que sua luz diante Daquela que viria, não era nada! Ela, sim! Seria uma luz eterna e quem a seguisse não morreria jamais.
Gente, foi uma confusão! A bicharada ficou toda alarmada, não sabia o que fazer.
Alguns pensaram…pensaram… e decidiram:
Todos: – Vamos atrás dessa luz!
E se colocaram ao lado do peixinho Luz. Confiaram em suas palavras e agora estavam dispostos a segui-lo e a ajudá-lo em sua missão. Afinal  de contas, aquela luz do peixinho já havia tocado o coraçãozinho de alguns deles. Agora eles estavam dispostos a tudo mudar.
Mas nem todos haviam se decidido ainda. Eles conversavam assim:
Polvo: – Eu não vou! ( dizia o polvo ) Como posso seguir esse peixinho Luz? Melhor é ficar aqui, no escuro, é feio, mas é seguro.
Lula:- Mudar…eu? De jeito nenhum – dizia a Lula.
Peixe: – Pois eu vou! Aquela Luz, aquele brilho, aquele chamado! Eu tenho que segui-lo. Alguma coisa aqui dentro mudou – falou com brilho nos olhos o peixinho colorido.
Peixe espada:- Eu também irei. A vida no mar depois da vinda do peixe Luz mudou. Imaginem quando a Luz que ele nos prometeu chegar? Tudo será lindo, limpo, claro e cheio de vida – dizia em alto e bom tom, o peixe-espada.
E o peixinho Luz cumpria a sua  missão. Chamava por onde passava os moradores do mar, a viverem a alegria da Luz, da Luz que estava para chegar.
E o marzão começou a mudar. Muitos e muitos peixinhos preferiram ficar com a Luz e aprenderam a se amar, a serem solidários e fraternos e estavam prontos a seguir a Nova Luz anunciada pelo peixinho.
Dizem que no Marzão Negro que antes era todo escuro e triste, tudo estava mudado, já exista luz e alegria e todos aguardavam a vinda gloriosa da Grande Luz.
Dizem também que lá no marzão ainda existem muitos bichos que vivem no escuro, se recusando a seguir a luz, não acreditando nas verdades do peixinho…não se convertendo, não se abrindo à mudança e, por isso, vivendo tristes e escondidos, com seus corações fechados, trancados pelo egoísmo.
E vocês, crianças, também são como esses peixinhos, no grande mar que é a vida?
Aliás,   vocês  estão com o Peixinho Luz, que é o mensageiro do Senhor João Batista  ?
Ou estão no escuro, não acreditando que a Grande Luz, que é Jesus, possa encher de vida nova a vida de vocês?
Compromisso da semana: Contando com a ajuda da(o) catequista, organizar com a turma da catequese uma ação solidária na comunidade, por exemplo: visitar algum doente, uma pessoa idosa etc.


Kit livros para catequese e
missa com crianças

Fonte de pesquisa (preces e leituras) – www.homilia.com.br
Imagem e Compromisso da semana (preces e leituras) – www.paulus.com.br
Fonte: http://www.missacomcriancas.com.br/site/2o-domingo-do-advento-ano/