25 de maio de 2016



Corpus Christi


CORPUS CHRISTI SIGNIFICA “CORPO DE CRISTO”. NESSA FESTA SE COMEMORA A PRESENÇA DE JESUS CRISTO NA EUCARISTIA.
EM CADA SANTA MISSA, OS SINAIS DO PÃO E DO VINHO SE TORNAM MISTERIOSAMENTE O CORPO E O SANGUE DE CRISTO.
A FESTA DE CORPUS CHRISTI É CELEBRADA NA QUINTA-FEIRA DEPOIS DA FESTA DA SANTÍSSIMA TRINDADE, QUE ACONTECE NO DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES.
UMA DAS TRADIÇÕES DA FESTA É A PROCISSÃO. NA VÉSPERA DE CORPUS CHRISTI, OS FIÉIS ENFEITAM AS RUAS COM TAPETES ARTESANAIS POR ONDE AS PROCISSÕES VÃO PASSAR.
OS TAPETES SÃO FEITOS COM MATERIAIS COMO: PALHA, FLORES, PÓ, SERRAGEM COLORIDA, SEMENTES, TAMPINHAS DE REFRIGERANTES ENCAPADAS COM PAPÉIS COLORIDOS ENTRE OUTRAS COISAS
.


Fonte:http://blog.cancaonova.com/cantinho/2013/05/27/3471/

G.O.C - CORPUS CHRISTI


VAMOS ANIMAR NOSSO GRUPINHO DE ORAÇÃO? Se você quiser também pode usar na catequese. O importante é que nossas crianças aprendam sobre o Corpo e Sangue de Cristo. Abaixo segue sugestões de pregação para as crianças


¶Prepare uma mesa que simbolize a Santa Ceia de Cristo. Enfeite-a com uvas, pães, suco de uva, e explique o que simboliza cada um. Explique também o que é o corpo e o sangue de cristo. O pão e vinho que ofertamos se transformarão em alimento para nossa alma, dando-nos força para nossa caminhada rumo ao céu. Explique o que simboliza a eucaristia na Santa Missa e faça uma hóstia de E.V.A com um desenho do menino Jesus atrás. Assim que você mostrá-la ás crianças diga a elas que é isso que nós vemos quando a recebemos. Jesus estampado nela, prontinho para nos encher de muita graça e amor. Para aqueles que ainda não fizeram a 1ª comunhão, basta apenas desejar e rezar na hora da comunhão que Jesus também estará visitando a cada criança de muita fé e amor no coração.

¶ Explique para as crianças que ao longo da nossa vida, recebemos os devidos Sacramentos. Mas o que é sacramento? É um sinal visível e eficaz da graça, instituído por Jesus Cristo, para nossa santificação. O quadro abaixo pode servir para explicação ou você pode transformá-lo em uma espécie de jogo, onde as crianças devem preencher os espaços que não estiverem ocupados.
Ordem natural Ordem sobrenatural
Nascer Batismo
Crescer Confirmação
Alimento Eucaristia
Remédio Penitência
Comunidade Ordem
Casamento Matrimônio
Morte Unção dos enfermos

¶ Se você quiser contar uma historinha, uma boa sugestão é o livro: Deus me ama como sou. Lá conta a historinha das cores. A Cor branca se sentia muito feia, sem graça e sozinha. Um dia ela resolveu fugir e se distanciar das outras cores. Ela percorreu lugares lindos que nunca imaginava existir, um dia ela muito cansada resolveu descansar numa igreja no alto de uma serra, chegando lá ela se deparou com Jesus sacramentado, e ele era tão branquinha como ela. Assim, ela descobriu que sua cor é muito bonita, pois ela tinha uma importância muito grande de representar Jesus, uma coisa tão linda e sagrada, assim a cor branquinha, descobriu que ela estava em todos os lugares, até no sorriso de um Cristão.

¶ No final, monte um cálice com recortes de revistas ou papel cartão para que cada criança leve o retrato de Jesus eucarístico para casa. Pode-se pedir que eles desenhem o rosto de Jesus no meio da folha branca que representa a hóstia.

Fonte: http://rcccriancauberlandia.blogspot.com.br/2009/06/goc-corpus-christe.html

23 de maio de 2016

CONGRESSO ESTADUAL MINISTÉRIO PARA AS CRIANÇAS











É com muita alegria que nos aproximamos de um momento único para nosso Ministério. Nosso Congresso Estadual do Ministério Para as Crianças está chegando! Será um final de semana especial, que contará com a presença da nossa Coordenadora Nacional do Ministério Para as Crianças – Hyde Flávia, nossa Presidente do Conselho Estadual da RCC Paraná – Maria Ivone e nosso Coordenador Estadual do Ministério de Formação da RCC Paraná – Adirlei. Já podemos imaginar quão gracioso será nosso congresso.Não perca este momento importante de formação e espiritualidade. Este ministério precisa de você!

INSCRIÇÕES
Para efetuar a sua inscrição você precisa fazer o depósito no valor de R$60,00 (por pessoa) na conta citada abaixo. Após fazer o depósito, envie o comprovante e os seus dados pessoais para o seguinte email: rccmaringa@gmail.com (SUA INSCRIÇÃO SÓ SERÁ CONFIRMADA APÓS A CONFIRMAÇÃO DO RECEBIMENTO DO EMAIL COM TODOS OS DADOS).

Conta para Depósito:

BANCO ITAÚ
ASSOCIAÇÃO CULTURAL E BENECIFENTE ÁGUA VIVA
AG.: 3837
Cc.: 12739-2
Dados para Inscrição:
Nome Completo:
Nome para o Crachá:
Data de Nascimento:
Telefone:
Diocese:
Grupo de Oração:
Email:
Precisará de pouso?

Informações:
Escritório da RCC Maringá, fone (44) 3026-8811

16 de maio de 2016

Santíssima Trindade – Ano C

“Nesta solenidade da Santíssima Trindade, agradecemos a presença em nossa vida do Deus que nos criou, do Filho que nos amou e salvou e do Espírito que nos santificou.”

– Missa com criança da semana: Santíssima Trindade
– Evangelho: Jo 16,12-15
Acolhida – Boa noite, queridas crianças. Boa noite a todos aqui presentes.
Sejam todos muitos bem vindos a esta celebração.
Queridas crianças, vejam só o que eu trouxe aqui pra vocês. Uma bola. Que legal!!! Por que será que eu trouxe uma bola para vocês? Ah, porque estamos em tempo de copa, em tempo de torcer pela Seleção Brasileira, não é mesmo? Mas o que é preciso para se ter um jogo? Ah… Precisamos de um campo, aqui está ele e também precisamos de um jogador. Só assim nós teremos um grande jogo, daqueles que seremos sempre vencedores.
(Fazer um jogo de palavras assim: tira um e fala se dá certo e, assim por diante).
Agora vocês imaginem se vai dar certo. Eu tenho a bola e o campo. Posso então ter um bom jogo? Por quê? Ihhh, agora eu tenho um jogador e um campo. Eu tenho jogo? Não? Por quê?
Porque para que haja um jogo é necessário que se tenha um campo, bola, jogador… Sem eles não há jogo, não há torcida , não há transmissão do que eles representam, portanto são três elementos fundamentais , um não vive sem outro , um não é nada sem o outro , um dá significado sobre o outro .
Então são três em um, não é?
Pois vocês acreditam crianças que hoje nossa missa irá nos falar justamente sobre três pessoas que juntas fazem o papel de um?
Estou falando da Santíssima Trindade. Vamos entender melhor.
Deus é o campo. Nele todos jogam.
Ele é o abraço do mundo em torno de nós.
Jesus é o jogador, presença do grande campo de Deus que veio trazer as regras do jogo, mostrou o caminho do gol e nos faz sermos fortes diante de nossos adversários.
E a bola? Quem será a bola?
Ah, a bola é o Espírito Santo, que nos move, nos anima, nos faz andar, correr, vibrar com o jogo da vida.
Então, crianças, hoje, nessa comparação, vamos falar sobre as três pessoas mais importantes na nossa vida espiritual. Do pai que é Deus, do filho que é Jesus e do Espírito Santo que a 3º pessoa de Deus e, são essas pessoas que formam o time que nos impulsiona na vida para nos manter vivos e ativos na sabedoria e no amor. essa é a grande vitória desse time
Todos em pé, na alegria da nossa seleção divina, vamos cantar saudando as três pessoas da Santíssima Trindade.
Ato penitencial – ( Três bambolês e bolinhas de plástico pequenas , as crianças devem acertar o alvo quando falarem do pecado )
Estão vendo o que aqui hoje eu tenho? São três círculos, três grandes bolas e, cada uma delas representa uma das pessoas da Santíssima Trindade. Vamos conhecer cada um deles:
Este é Deus, presença de amor maior
Esse círculo representa a presença de Jesus.
Este é a presença do Espírito Santo.
Vocês acreditam crianças que, muitas vezes, mesmo sabendo que essas três pessoas nos amam imensamente e se dividiram em três para que pudéssemos conhecê-lo em cada parte, são vítimas dos nossos pecados?
Vamos então entender isso melhor. Vou chamar 3 crianças pra me ajudar nessa brincadeira séria aqui:
Vocês três, representando as três pessoas da Santíssima Trindade, fiquem ai, no fundo.
Agora vocês aqui vão me ajudar nesse joguinho para entendermos quando é que pecamos contra Deus, pois Deus é amor e nos quer sempre unidos , quando é que pecamos contra Jesus que nos ensinou a não pecar , a sempre amar e acolher e , quando também pecamos contra o Espírito Santo que nos ensina a ser desacomodados , animados, dinâmicos. .
Vejam só aqui eu tenho uma bola  com o pecado do desânimo . Quando ficamos desanimados, sem vontade de vir à missa, sem vontade de rezar, com uma preguiça danada, estamos pecando contra o (Espírito Santo). Vamos ver se você acerta a bola nele?
Outra bola diz que é o pecado do desamor, da desunião. Quando a gente não ama o irmão a quem a gente está ofendendo?
Isso, bola em Deus, pois ele é pai e nos quer sempre unidos.
Agora estou aqui com a bola da mentira, da falta de compromisso com o irmão. Quem foi que disse para não mentirmos, que nos ensinou o caminho da verdade e da justiça?
Foi Jesus, não é mesmo? Então quando mentimos estamos pecando contra Jesus.
E esta aqui é a bola da miséria, da indiferença, da desigualdade. Qual pessoa pregava sobre o amor e a partilha? Jesus, não é mesmo. Então pecamos contra ele quando assim agimos.
Essa outra bola é da omissão, da indiferença, é quando não falamos das três pessoas da Santíssima Trindade, pessoas que são um presente na nossa vida. Então eu peco contra Deus.
Essa bola é a bola da falta de fé, do comodismo, da falta de oração. Então pecamos contra o (ES).
Viram só, crianças . Quando agimos errados, estamos sempre agindo contra as três pessoas da Santíssima Trindade. E nós não queremos de forma nenhuma pecar, não é mesmo?
Então, crianças, vamos todos pedir perdão, procurando sempre amar e amar sempre mais as três pessoas da Santíssima Trindade, cantando.
Leitura – Agora sentadinhos, vamos ouvir nossa leitura de hoje.
O apóstolo Paulo anima a comunidade a viver na alegria, pois nos lembra que somos pelo Espírito Santo, filhos de Deus. Vamos ouvir com muita atenção a nossa leitura.
Aclamação – Jesus é o maior presente de Deus para a humanidade. O Pai nos ama de tal forma, que enviou seu filho para viver em nosso meio e nos ensinar a construir um mundo cheio de coisas bonitas, como a solidariedade, a fraternidade e o perdão. Aclamemos as palavras do Senhor, todos em pé e cantando.
Ofertório  ( Montar 3 casinhas de papelão com portinhas . Cada uma delas colocar as ofertas em palavras ou objetos que as  representam )
Vejam só que casinhas lindas eu  trouxe  para vocês !!!
É que, como Deus se dividiu em três pessoas, para nos mostrar o quanto nos ama e o quanto Ele deseja estar sempre conosco, eu fiquei imaginando que se trouxéssemos três casinhas poderíamos ofertar Três coisas muito importantes da nossa vida para nosso Deus…
Que coisas seriam estas tão importantes em nossa vida?
Acho que nessa primeira casinha podemos ofertar a nossa família: Nossa mãe.. Nosso pai, irmãos, a vovó, o vovô… e os parentes que consideramos  nossa família ( oferecer bonequinhos e colocar dentro das casinhas )
Na segunda casinha podemos ofertar nossas brincadeiras… Brinquedos, momentos em que nos faz sermos felizes e, é essa felicidade, que colocaremos nessa casinha para nosso Deus.
E na terceira casinha queremos colocar tudo que amamos: Nossos estudos.. Nossos amigos… Nosso coração feliz em saber que existe um Deus tão grande que se fez em três para nos amar ainda mais.
Que o Senhor receba esses nossos presentes, junto ao pão e ao vinho, na certeza de nosso grande amor e que tudo seja transformado em mais graça no nosso meio. Amém
Comunhão – Deus… Esse amor permanente em nossa vida.. Mostra o quanto é importante sabermos nos dividir, porque quando nos dividimos também recebemos e assim, nos tornamos ainda mais fortes… Agora, Jesus se divide entre todos nós, nos oferecendo o seu corpo. Vamos encorajados pelo Espírito Santo ao seu encontro com muita alegria, cantando.
Ação de graças – Chegou o momento de agradecermos às três pessoas da Santíssima Trindade por toda graça que ela proporciona em nossa vida.. .Por toda alegria.. Por todo amor… Pelo espaço que ela ocupa dentro de nós. Por isso, eu fiquei pensando numa forma de agradecermos cantando.. Sabem o que eu fiz? Busquei uma musiquinha que todos vocês conhecem,” A Casa” de Vinícius de Moraes e troquei a letra. Eu canto uma vez e depois cantamos juntos para agradecer ao nosso Deus três em um, está certo?
Então vamos ouvir e depois vamos cantar.
Era uma paizinho
Muito amoroso
Que dividiu-se
Em três irmãos
Ninguém podia vê-los não
Porque moravam no nosso coração
Ninguém ficava sem caminho
Pois Jesus era a solução
Ninguém podia ficar sozinho
Porque nosso bom Deus pregava união
Eram três pessoas muito amorosas
Deus que é o pai
Jesus é o irmão
Mas na verdade
O que mora aqui
É o Espírito Santo
Que vive em mim!

Historinha para o teatro da semana:

Mariinha em: Como salvar o mundo?

Técnica: (Lâminas, ou pode-se montar uma mesa com todas as personagens da história e, à medida, que contamos vamos mostrando os personagens).
Vocês se lembram da Mariinha? Aquela menina pobre lá da vila, que era implicante, enjoada e maldosa.  Ela aprendeu a lição e hoje ela é uma menina transformada, diferente, inconformada com a situação do mundo.
Mariinha não se importava com a fome que ela sentia, com a miséria em que ela vivia e os irmãos também. Incomodava-se com a falta de amor no mundo, com a violência que estava por todo canto e com a frieza dos homens diante de tanta coisa errada.
Mariinha agora é uma menina muito boa, do coração puro e desejava muito que todas as pessoas também fossem unidas, fraternas, solidárias.
Um dia, sentada na soleira de sua pobre casinha, Mariinha disse ao seu cachorrinho:
Mariinha: – Oh, Totó! Quem poderia salvar o mundo de toda essa miséria, dessa falta de amor? Acho que o mundo não tem solução. A solução do mundo é a morte!
Mariinha entristeceu-se tanto com a condição do mundo que adoeceu e numa cama foi parar. Não tinha mais vontade de viver.
Totó ficou muito assustado com tudo que Mariinha lhe disse e como ela havia se entregado a tristeza, à escuridão. Vendo sua amiguinha daquela maneira, ele tomou uma decisão:
Mariinha: – Vou espalhar para todo mundo que a vida irá terminar se não tomarmos uma atitude de amor.
Era preciso achar um remédio rápido para curar o coração.
De Mariinha que agora estava entregue a tristeza e a desesperança. Só tinha um jeito: era contar tudo para o gato, seu “arquiinimigo” e que nesse momento então, se fizesse amigo e pediria a ele que o ajudasse a curar o coração da Mariinha.
O gato ouviu e entendeu, mas disse que era difícil aquele caso e que quem saberia resolvê-lo deveria ser o rato.
Mariinha: – Mas o rato não é seu inimigo? – perguntou o cão
Mariinha: – E você também não era o meu? – respondeu o gato.
Bem se vê que o desejo de mudança, o propósito de fazer novas todas as coisas unem as pessoas.
O rato, por sua vez, disse que só o pato deveria saber que remédio seria o indicado para o caso.
O pato, todo pomposo, pensou… Pensou no nome do remédio que faria efeito e curar o mal feito. Depois de um tempo disse que era preciso que a notícia chegasse a todo mundo, porque alguém muito bondoso, nesse universo tão grande, resolveria o mal que deixara triste o coração da boa menina.
Então ele falou com o boi… Que logo contou pra vaca… Que rapidinho falou com o burro… Que mais que depressa gritou com a árvore.
A árvore ficou pensativa. Teria ela resolvido à chave do problema? Que nada, viu que era preciso propagar, transmitir, ir além. Chamou então o vento que loguinho entendeu a missão, mas disse que seria difícil, era preciso ter maior compreensão.
Mariinha: – Quem sabe o pássaro para resolver a situação? — disse ao vento.
O ventou soprou forte e trouxe de longe o pássaro que entendeu a missão.
Mariinha: – Mas como posso ajudar a Mariinha? – perguntou o passarinho. Um mundo tão grande, falta fé, falta pão… E eu… Um pobre pássaro para resolver essa situação?
Então voou alto, o mais alto que pode e contou tudo para as nuvens que imediatamente se condensaram e tornaram-se chuva. Chuva que molhou a terra e que gritou com o sol.
O sol brilhou mais forte sobre as águas, perguntando a elas que solução tomar. Elas, por sua vez, transmitiram aos peixes que, juntos, pensaram numa solução e tentaram falar com as pedras que, por sua vez, sussurraram pela noite despertando a lua que preguiçosamente bocejou e abriu seus braços, como se afagasse essa missão.
Tinha que ser rápida, Mariinha sofria e precisava logo de um remédio de salvação, não só para ela, mas para todos os homens. Uma vida nova, uma boa notícia.
Rapidamente ordenou ao sol que brilhasse ainda mais forte… E formosa como ela só, se encheu e tornou-se lua cheia… E cintilou como nunca pelo universo fazendo a notícia se espalhar por todo ele.
As estrelas, então, compreenderam e numa grande ciranda deram-se as mãos e giraram. Giraram… Fazendo um barulho enorme. Tão grande era que acordou todo o universo.
Deus, ouvindo todo aquele barulho, chegou à porta do céu e ouviu através do cão, do gato, do rato, do pato, do boi, da vaca, da árvore, do vento, do pássaro, do sol, das nuvens, da chuva, da terra, da água, dos peixes, das pedras, da lua, das estrelas o pedido de Mariinha para curar o mundo de todo mal.
E Deus que tudo acolhe no seu imenso coração. Entendendo e esperando também por esse momento, estendeu seus braços divinos pelo mundo espalhando luz e vida… E abriu-se um caminho entre as estrelas.
Ele pegou uma criança, beijou-a, abençoou e a enviou como remédio para curar o mal do mundo.
Através desse Menino-Deus, a boa notícia se espalharia e as pessoas compreenderiam que o remédio para curar todo o mal do mundo é o AMOR.
E enquanto o menino descia pelo caminho das estrelas, Deus dizia:
Mariinha: – Eis aqui meu prometido. Ele salvará o mundo de todo mal, através Dele o mundo receberá o maior de todos os presentes, é momento de conversão. O amor está indo ao mundo anunciar a Boa Nova, mas cada um de vocês é também um anunciador do meu Filho. Eu fiz minha parte, agora façam a de vocês.
E o Filho de Deus veio ao mundo através das estrelas, sob o doce olhar da lua, protegido pelo calor do sol, com o frescor das águas e o doce balanço do vento, abraçado à árvore, com o burro a esperá-lo. Com o boi e a vaca a espreitá-lo. Com o silêncio das pedras, com o perfume das flores, com o pato, com o gato, com o rato e com o cão que se uniram nessa linda missão e foi tão grande a festa, mas tão grande que acordou Mariinha que veio correndo ao seu terreiro e viu. Lá no fundo… No estábulo que ali deitado estava o seu presente… Seu remédio… Sua salvação.
Nascera naquele dia a Boa Nova… Um remédio de amor para curar o coração do mundo. Mas o presente ainda não estava completo. Deus queria mais para todos e também enviou seu Espírito de amor. Que iria incendiar o mundo com a força que vinha do seu próprio coração.
Agora estava completo o grande presente.
Deus amor e criador
O filho Jesus que veio guiar o homem no caminho da verdade e da luz;
E o Espírito Santo que traria a coragem de seguir por este caminho.
E Mariinha criou alma nova, pois veio de Deus a salvação para a sua desesperança e pela falta de amor que a tornará doente, agora vive feliz, feliz, fazendo felizes aqueles que a rodeiam, pois aprendeu pelos ensinamentos de Jesus a boa nova e com o Espírito Santo teve forças para trabalhar por um mundo melhor e mais justo.
A Trindade Santa cura, salva renova a vida de todos nós. Amém.
Compromisso da semana: Que gesto concreto de caridade e misericórdia posso realizar a favor de alguém que necessite experimentar o amor de Deus Pai, Filho e Espírito Santo?

11 de maio de 2016

Pentecostes – Ano C

“Dando-nos o seu Espírito, o Senhor nos envia em missão como seus seguidores e nos encoraja para anunciarmos ao mundo o seu reino de amor, misericórdia, justiça e paz.”

– Missa com criança da semana: Pentecostes
– Evangelho: Jo 20,19-23
Acolhida – Boa noite, queridas crianças. Boa noite a todos aqui presentes.
Hoje um dia muito especial pra nossa igreja, celebramos o dia de Pentecostes.
Vocês sabem crianças o que é Pentecostes?
Pois hoje eu vou contar tudo certinho para vocês.
Depois que Jesus morreu os apóstolos e mais seus seguidores, junto a sua mãe Maria, ficaram todos juntos dentro de uma casa rezando, rezando muito para que tivessem coragem de enfrentar o mundo e falar do que havia conhecido ouvido e testemunhado sobre Jesus, mas faltava-lhes ânimo, motivação para isso pudesse acontecer.
Acontece que um dia, enquanto estavam orando, veio um vento muito forte que abriu as janelas e entrou pela casa trazendo línguas de fogo que vinham do céu e a todos tocavam despertando-os, encorajando-os, motivando-os a falar de Jesus aos outros. E o mais impressionante, crianças, é que eles começaram a falar em diversas línguas, coisa que antes ele não faziam. Desta forma todos criaram coragem e saíram pelo mundo falando de Jesus, testemunhando tudo que viram e ouviram dele.
A essa vinda de fogo sobre os discípulos de Jesus chamamos de Pentecostes que foi: a descida do Espírito Santo sobre eles.
Pentecostes então é a descida do Espírito Santo de Deus sobre os apóstolos.
Agora crianças, todos em pé, vamos nos encher da presença do Espírito Santo e cantar bem bonito o canto de entrada.
Ato penitencial – Na acolhida estávamos falando que Pentecostes foi à descida do Espírito Santo sobre os apóstolos. Mas não é só sobre os apóstolos que o Espírito Santo desce não. Ele desce também sobre cada um de nós. É Ele que nos enche de coragem, de fé, de amor, de vontade de sempre estarmos unidos em Deus, na partilha, na alegria e em tantos outros dons.
Mas acontece que o encardido, aquele nosso inimigo e de Deus também, encheu nosso mundo de coisas que nos fazem esquecer os presentes de Deus. Ele nos envia também línguas de pecado, cheias de mentiras, de fofocas, de desobediências, de raivas, de desunião, de fraquezas, de tantas outras coisas que nos parecem simples, no entanto nos contaminam com o erro.
Por isso, hoje, crianças, vamos pedir a Deus que nos afaste desse pecado, desse mal que aflige nosso coração e nos faz sofrer, fazendo sofrer o nosso irmão também. Peçamos perdão cantando e recebendo do Espírito de Deus, dessa forma viveremos nossos dons distribuindo-os entre os nossos irmãos também. Vamos fazer nosso pedido de perdão cantando.
Leitura – Agora, crianças, o Espírito Santo de Deus se manifesta de forma suave e forte, dando coragem a todos que estavam reunidos em nome do Senhor. Vamos então ouvir com muita atenção a nossa leitura de hoje .
Aclamação – Jesus nos liberta de todo medo e nos enche de alegria com suas maravilhas. Antes de ouvirmos esta bonita leitura vamos todos ficar em pé e cantar com muita alegria.
Evangelho – HISTÓRIA DA PIPA (no final da página)
Ofertório – Vocês sabem crianças que a festa de Pentecostes significa também o início da Igreja, seu nascimento, a coragem que faltava aos seus seguidores de falar de Deus aos outros.
Deus nos presenteou com a presença viva de seu Espírito Santo com 7 grandes dons. Vamos oferecer ao nosso Deus a alegria de vivermos cada um desses dons em nossa vida.
Oferecer a nossa vivência com o dom da sabedoria que sabemos que na bíblia sabedoria significa bem-viver e, é assim, que devemos viver ser sábios diante da vida que Deus nos oferece.
Oferecemos o dom da inteligência, inteligência é a pessoa que está com os pés no chão e sabe discernir o que acontece a sua volta, para que assim possa enxergar mais as necessidades de nossos irmãos e com sua inteligência possa encontrar saídas para ajudá-los.
Oferecemos o dom do conselho esse dom que nos ensina a estarmos aberto à graças ao Espírito Deus que nos orienta no caminho da vida. Se assim o seguirmos teremos sempre a certeza de caminharmos certos com sua presença em nós.
Oferecemos o dom da fortaleza – com esse dom nos tornamos fortes para não tropeçarmos diante de nossas dificuldades e das propostas enganadoras.
Oferecemos o dom da ciência – ou do conhecimento ajuda-nos a aplicar as luzes obtidas em favor da vida e do bem-estar dos menos favorecidos. Com esse dom ofertamos o meu desejo de buscar a justiça para todos.
Oferecemos também o dom do temor de Deus, aqui não se trata de medo, mas de respeito. Esse dom nos ajuda a dar a Deus o seu devido valor e lugar em nossa vida
E, por ultimo, junto ao pão e ao vinho oferecemos o dom da piedade, a piedade relaciona-nos com Deus e torna-nos sensíveis aos irmãos. Ter piedade não é ter dó, mas é ter um coração dócil a Deus e cultivar a oração.
Todos esses dons são presentes de Deus para nós e nossa oferta é colocá-las em prática no nosso dia a dia como nossa missão a Deus e aos irmãos.
Vamos todos então com alegria cantarmos o canto do ofertório
Comunhão – O sopro de Jesus simboliza o Espírito, princípio de nossa criação; somos convocados a levar até os confins da terra a PAZ de Jesus. Vamos ao seu encontro cantando.
Ação de graças – Outro dia, crianças, ouvi uma criança com seu avô conversando lá no banco do jardim. Eu achei interessante porque o que o avô falava serviu muito pra mim.  Foi mais ou menos assim.
_Ô vô, lá na minha escola a tia falou que dentro de nós existem dois lobos, é verdade?
_ É sim, minha netinha.
_ Ela disse também que esses dois lobos vivem brigando, cada um querendo mandar mais do que o outro.
_ É verdade, minha netinha. Um: lobo é o lobo bom, o outro é o lobo mau.
_ Vovô, qual é o lobo que irá vencer?
Então o avô segurou bem sua netinha, olhou bem dentro de seus olhinhos e disse.
_ Vai ganhar o lobo que você alimentar melhor!
Quer dizer… Se você alimenta sua vida de pecado é o lobo mau quem vai vencer e você ficará tomada pela raiva, pelo ódio, pelo desamor. Mas se você alimentar o lobo bom, aquele que quer fazer sempre o bem, então você estará alimentando sua vida com a presença do Espírito Santo e assim estará sempre no caminho certo.
Então, crianças. Vamos sempre nos alimentar da chama do Espírito Santo para que assim fiquemos sempre acesos no amor.

Historinha para o teatro da semana:

O ardor da pequena pipa

Técnica: Usando um biombo horizontal movimentar os personagens
Personagens: Pipa mestre e outras 4 pipas (uma bem menorzinha) – sol – nuvens – passarinho.
Antes da Pipa Mestre subir ao céu, ela tinha muitas amigas pipas que a amavam e que gostariam de também, um dia, ir morar lá no céu, com a Pipa Mestre. E ela dizia:
Pipa Mestre: – Mas acontece que para ir morar no céu, é preciso merecê-lo. É preciso trabalhar para fazer o céu acontecer aqui na terra, através da realização da missão que lhes confiei.
É, crianças, por isso hoje nós iremos contar aqui para vocês o que foi que aconteceu depois que a Pipa Mestre foi se embora.
Naqueles dias, ventava muito. O sol brilhava muito, mas aquecia pouco. As pipas que antes coloriam o céu, levando alegria, empurrando as nuvens para que elas molhassem nos lugares certos e também direcionavam os pássaros para saberem qual era o melhor lugar para se esconderem do frio, aqui tinham como missão principal falar sobre todos os ensinamentos que a Pipa Mestre havia lhes falado…
E elas ficaram tristes de repente.
Não mais queriam voar, não mais queriam falar, tinham medo agora de cumprirem sua missão.
Uma delas, esta aqui, a menorzinha, sempre dizia às outras:
1 _ Companheiras, animem-se! Tanto temos a fazer… Lembrem-se do que a Pipa Mestre nos disse: “Eu estarei com vocês até o fim do mundo.” Por que estão assim, tristes, desanimadas, sem vontade de fazer a única coisa que bem sabemos: voar e levar a mensagem da vida por todos os lados?
2 – Ah! (Diziam as outras pipas.) Estamos assim por que a Pipa Mestre foi embora e nos deixou sozinhas.
3 – Temos medo de voar e de falar ao vento tudo que aprendemos… É perigoso, sabe? Alguma pipa pode não gostar e aí, ó! Corta a nossa linha e a gente se perde!
1 – É mesmo, vocês têm razão! É melhor cada uma ficar no seu mundinho, bem fechadinho, sem voar e muito menos cumprir com nossa missão que é falar das lindas coisas de amor que a Pipa Mestre nos ensinou.
E assim, crianças, aconteceu… Então o vento, notando que as pipas não voavam mais, parou de soprar…
O sol, vendo que o vento não mais soprava, parou de brilhar. Os pássaros também não mais voavam e as nuvens não mais choravam, e portanto, não mais choveu e a Terra ficou triste, seca, sem vida.
Quando a Pipa Mestre viu lá do alto do céu, tudo aquilo, acontecendo, disse ao Pai:
_Pai, chegou a hora de cumprirmos nossa promessa e enviarmos à Terra, a Força do Alto, pois as pipas andam tristes e sem vida… Precisamos nos unir e da união do nosso amor, enviar até elas, a Força que lhes dará ânimo, coragem, força e alegria para novamente cumprirem com sua missão, que nós mesmos confiamos a cada uma delas.
É, crianças, com a união do Pai e da Pipa Mestre surgiu uma nova pipa, vermelha como fogo e que descia do céu, aquecendo novamente o sol, movimentando o vento que soprava forte, trazendo luz para alegrar os pássaros, que voavam procurando pelo caminho longe do frio, que movimentou e animou as nuvens e elas choviam de alegria..
As pipas começaram a observar todo aquele movimento lá no céu e a pequena dizia:
1 – Virgem Maria! Mas o quê é que está acontecendo? O que é aquilo que está vindo lá do céu?
2 – Parece com fogo – dizia a outra pipa.
3 – E mais ainda… Têm as cores da Pipa Mestre… Mas não é ela! O que será?
E como num passe de mágica, elas foram tocadas por aquelas pequenas chamas vivas e se sentiram fortes, animadas, já não tinham mais medo. Umas cantavam… Outras rodopiavam e a pequena pipa que nunca havia voado criou coragem para tentar. E sua vontade era tão grande… E o seu desejo era de agora cumprir sua missão: anunciar o que a Pipa Mestre havia ensinado: viver o amor, pregar a justiça e testemunhar a verdade… E pensando em tudo isso fez a nossa pequena pipa voou… E aos poucos ela, agora, sem medo… Cheia do Espírito Santo que veio do céu… Alcançou as mais altas nuvens. E junto das outras pipas voou… Voou por toda terra espalhando o amor e mostrando o quanto o Espírito de Amor santifica… Guia e dá vida àqueles que se abrem a Ele.
Assim, crianças, é a ação do Espírito Santo em nossa vida… Ele vem para nos dar vida nova. E assim, unidos à família de Deus, que é o Pai, o Filho e o Espírito Santo, estaremos sempre com a certeza de estarmos fazendo aqui na terra, o céu tão esperado.
Lição de Vida: Agradecer a Deus pelos dons que recebemos dele por meio do Espírito Santo.
Fonte: http://www.missacomcriancas.com.br/site/pentecostes-ano-c/ 

9 de maio de 2016

MOBILIZAÇÃO NACIONAL DE ORAÇÃO - MAIO 2016

“Vós, que temeis o Senhor, esperai em sua misericórdia, não vos afasteis dele, para que não caiais; vós, que temeis o Senhor, tende confiança nele, a fim de que não se desvaneça vossa recompensa. Vós, que temeis o Senhor, esperai nele; sua misericórdia vos será fonte de alegria. Vós, que temeis o Senhor, amai-o, e vossos corações se encherão de luz”.
Eclesiástico 2, 7-10


A paz do Menininho Jesus!
Essa é a Palavra que o Senhor nos pede para meditarmos neste mês de maio. Podemos tirar dela várias ordens do Senhor: esperai, não vos afasteis, tende confiança, esperai (novamente), amai-o. E várias promessas vinculadas a essas ordens: para que não caiais, a vossa recompensa não se desvanecerá, sua misericórdia será fonte de alegria, vossos corações se encherão de luz.

Na Bíblia de Jerusalém diz:
“Vós que temeis ao Senhor, contai com sua misericórdia e não vos afasteis para não cairdes. Vós que temeis ao Senhor, tende confiança nele e a recompensa não vos faltará. Vós que temeis ao Senhor, esperai bens, alegria eterna e misericórdia. Pois sua recompensa é dom eterno na alegria

Dia 01 de maio comemoramos o dia de São José Operário e todo o mês de maio é dedicado a Nossa Senhora. Ninguém mais que eles souberam cumprir essas ordens de Deus e temos a certeza que receberam em abundância tudo o que o Senhor prometeu! 


Vamos aproveitar esse mês para falar dos pais de Jesus, ensinar a Ave Maria com gestos, incentivar as crianças a rezar pelo menos uma dezeninha do terço meditando um dos mistérios do rosário com a família e assim despertamos a verdadeira devoção a Maria e a S. José.


Irmãos, continuemos sendo fiéis e ousados, clamemos pelo Espírito Santo. Não deixe o seu estado de fora. A cruz que carrega o fogo de Deus já foi plantada aí na sua terra. Seu solo será solo santo. Convoque outros evangelizadores, passe essa chama e assim todos nós faremos mais uma vez 24 horas de oração pela Renovação Carismática Católica, pelo Ministério para Crianças e pelas crianças.


Cada estado é convocado a rezar uma hora (pelo horário de Brasília) de intercessão no dia 12 de cada mês. Por exemplo: em maio os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul iniciam a Mobilização à 0h do dia 12, Minas Gerais continua à 1h, Pará segue às 2h, Paraíba às 3h, até completarmos 24 horas de intercessão. No mês seguinte o estado adiantará em uma hora a sua mobilização. Sempre pelo horário de Brasília para não acontecer de ficar horários sem ninguém rezando. Durante a intercessão anotem as moções, visualizações e Palavras que o Senhor revelar.



No dia 13 encaminhem para o seu coordenador(a) estadual ou diretamente para o e-mail: paula_generoso@yahoo.com.br, faremos um único relatório do dia da Mobilização e encaminharemos para o núcleo nacional do Ministério.


COMO REZAR:


- Intercessão profética pelas intenções
- Ato de União da Beata Elena Guerra: "Senhor Jesus, derrama o teu Espírito à minha alma: batiza-me mais uma vez no teu sangue, associa-me à tua oblação eucarística no tabernáculo e enriquece-me de graças sempre maiores, sobretudo infundi-me o dom da oração verdadeira e perseverante. Doa-me um coração novo, purificado pelo Vosso Amor, onde os afetos Vos sejam agradáveis: visita, Senhor, este meu pobre coração e transforma-o em um vaso de eleição. Corrige as minhas intenções, para que não sejam viciosas ou muito humana, e faz que as minhas ações sejam conforme à Vossa vontade. Torna-me semelhante a Vós na paciência, para que eu suporte os sofrimentos e as dificuldades junto de Vós. Faz que eu fale Senhor, agindo conforme o Vosso Espírito: que as minhas palavras Vos glorifiquem e sejam úteis ao bem espiritual do meu próximo. Entrego, enfim, a Vós, todo o meu ser, para que, mediante o Vosso Espírito, o plasme, o renove, o transforme, configurando-o plenamente a Vós".


INTENÇÕES DO MÊS DE MAIO:


1) Pela Renovação Carismática Católica do Brasil e todos seus projetos (Veja as intenções no site da RCC Brasil)
2) Pelo Ministério para Crianças e pelas crianças de todo Brasil e do mundo
3) Para que os Projetos do Ministério para Crianças sejam implantados em todas as dioceses
4) Para que a meta de um Grupo de Oração Infantil em cada Grupo de Oração até o final de 2016 seja alcançada
5) Pela erradicação do mosquito causador da Dengue, Zika e Chikungunya e do vírus H1N1
6) Pela situação política, econômica e moral em nosso País.




HORÁRIOS DE CADA ESTADO NO MÊS DE MAIO:


HORÁRIO DE BRASÍLIA
ESTADO (S)
0h às 1h
Mato Grosso e Mato Grosso do Sul
1h às 2h
Minas Gerais
2h às 3h
Pará
3h às 4h
Paraíba
4h às 5h
Paraná
5h às 6h
Pernambuco
6h às 7h
Piauí
7h às 8h
Rio de Janeiro
8h às 9h
Rio Grande do Norte
9h às 10h
Rio Grande do Sul
10h às 11h
Rondônia e Roraima
11h às 12h
Santa Catarina
12h às 13h
São Paulo
13h às 14h
Sergipe e Tocantins
14h às 15h
Acre
15h às 16h
Alagoas
16h às 17h
Amapá
17h às 18h
Amazonas
18h às 19h
Bahia
19h às 20h
Ceará
20h às 21h
Distrito Federal
21h às 22h
Espírito Santo
22h às 23h
Goiás
23h às 24h
Maranhão